PUBLICIDADE

Topo

Benefícios dos alimentos

Para que serve anis-estrelado? Veja benefícios e como fazer o chá

iStock
Imagem: iStock

Nathalie Ayres

Colaboração para VivaBem

26/04/2022 04h00

O anis-estrelado (Illicium verum) é uma especiaria aromática, muito usada como tempero em receitas doces ou agridoces e chás. Ele é rico em vitaminas C e do complexo B, ferro, magnésio, cobre e cálcio.

Mas além de seus macro e micronutrientes, ele tem compostos químicos importantes para a saúde como fenilpropanóides, flavonoides (quercetina, kampeferol), neolignanos, monoterpenóides e sesquiterpenóides.

Quer entender melhor para que o anis-estrelado serve e quais são seus benefícios? Conversamos com especialistas para saber mais. Mas antes, um alerta: nenhum alimento sozinho faz milagres. O ideal é consumi-lo sempre dentro de uma dieta equilibrada, além de aliá-la a uma rotina de sono saudável e atividades físicas.

Aliado contra gripe e resfriados?

Uma das maiores famas do anis-estrelado pela internet é que ele é um dos componentes do remédio Tamiflu e que seria um importante combatente das gripes e resfriados. De fato, estudos relatam que ele possui ácido chiquímico, um precursor para a produção do fosfato de oseltamivir (princípio ativo do famoso remédio antigripal).

Potente fungicida

Uma revisão publicada em 2022 no periódico científico Molecules mostrou que ele realmente possui substâncias que geram efeitos antifúngicos, antibacterianos, anti-inflamatórios e antioxidantes.

"Evidências suportam a atividade antifúngica do óleo essencial obtido do fruto de I. verum contra 11 espécies fúngicas de fitopatógenos. Os autores observaram que a atividade antifúngica do óleo essencial pode ser atribuída à presença do trans-anetol", aponta Isolda Prado, médica nutróloga da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia) e professora de nutrologia da UEA (Universidade do Estado do Amazonas).

]Por isso, ele pode ser um aliado para mulheres com candidíase, por exemplo. Mas é sempre importante ressaltar que sozinho o anis-estrelado não consegue fazer muita coisa: é preciso aliá-lo a outros alimentos (confira aqui como a alimentação pode ajudar quem tem candidíase de forma recorrente).

Combate bactérias

Além da revisão já citada, outros estudos mostram esse papel do anis-estrelado. "Uma pesquisa publicada no Brazilian Journal of Poultry Science traz o anis como potente alimento contra as bactérias L. monocytogenes (que pode causar meningite) e Salmonella arizona (que contamina alimentos diversos, como ovo)", diz Fabrìcio Ribeiro, nutricionista membro da Abeso (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica).

Prado explica que isso ocorre também devido à substância trans-anetol. "De acordo com evidências científicas, o anis-estrelado pode atuar para evitar a resistência aos medicamentos, patogênese e resistência aos biocidas, melhorando a segurança alimentar e evitando problemas de risco à saúde decorrentes de produtos químicos sintéticos."

Reforço para o sistema imunológico

Lembra-se da atividade antioxidante do anis-estrelado? Ele é um grande aliado da imunidade, já que a oxidação do organismo, apesar de um processo natural, está relacionada a diversas doenças. Esse efeito é garantido inclusive pela presença de vitamina C em sua composição.

Famas não embasadas

Além de todos os benefícios citados, tem muita gente por aí defendendo o uso do anis-estrelado para a digestão, redução dos gases e como aliado da saúde das mulheres. "Para esses fins, no entanto, não há evidências fortes na literatura médica atual", diz a nutróloga Isolda Prado.

Como fazer o chá de anis-estrelado?

O anis é extremamente versátil, sendo utilizado não só para chás, mas também como tempero, óleo essencial, em cosméticos e até mesmo licores.

O chá é uma forma bem simples de consumi-lo no dia a dia e é simples prepará-lo: você pode usar 2 estrelas de anis ou 1 colher (chá) de sementes moídas para cada 1 litro de água fervente, despejando-a por cima da especiaria em um recipiente e deixando abafado por uns 10 minutos. Depois é só coar antes de beber.

Ele pode ser ingerido a qualquer momento do dia. "A dose média diária recomendada do fruto para humanos é de 3 g e a de óleo essencial é de 0,3 g", diz Prado.

Existe contraindicação?

Antes de mais nada, Prado reforça para não confundir o anis-estrelado (Illicium verum) com uma planta de nome científico muito semelhante, a Illicium religiosum, que é tóxica. "Ela pode provocar alta toxicidade e alterações neurológicas em crianças lactentes", explica.

Sobre as contraindicações, em 2003 a FDA (Food and Drug Administration, órgão norte-americano com funções semelhantes às da Anvisa no Brasil) emitiu um alerta contra o consumo de chás contendo a fruta I. verum, que estava associada a efeitos colaterais como vômitos, náuseas, convulsões, hipertonia, hipotermia e movimentos rápidos dos olhos.

"Portanto, essa especiaria está contraindicada para pessoas com hipersensibilidade, grávidas, mulheres em fase de amamentação e crianças, e pessoas em uso de substâncias psicoativas, pois até o momento não foram realizados estudos nessa população sobre os efeitos", considera Prado

Benefícios dos alimentos