PUBLICIDADE

Topo

Conexão VivaBem

Dicas para ajudar a cuidar do corpo, da mente e da alimentação de forma descomplicada


Maria Cecilia diz que tem receio de tomar suco na praia por causa da água

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para VivaBem

14/01/2022 11h00

Quem tem crianças, sabe o desafio que é manter a alimentação dos pequenos "em ordem" durante a ida à praia. Com a cantora Maria Cecilia, que faz dupla com o marido Rodolfo, mãe do Pedro, de 4 anos, e que está grávida do Martin, não é diferente. Durante participação no sexto episódio da segunda temporada do Conexão VivaBem, atração que faz parte da programação do UOL no Verão, a cantora disse que ama praia e contou alguns cuidados que toma.

Embora consuma alguns produtos das barracas, prefere levar alguns alimentos de casa para o filho, como frutas e sanduíches que ela mesmo prepara e coloca em sacolas térmicas. "Tenho aquelas sacolinhas térmicas, faço sanduíches que sei que não vão estragar, que dá para ficar armazenado um tempo. Pedro é uma criança que prefere mais comida do que pacote. Claro que às vezes eu peço uma isca de carne, alguma coisa assim, mas o que mais tenho medo é de líquido, de sucos."

A sertaneja contou que Pedro já teve intoxicação na praia e que ela acha que veio da água. "O suco tenho um pouco mais de medo por causa da água. A gente não sabe se é uma água que veio filtrada, se está fechada. Fico meio que com um pé atrás com suco."

No bate-papo conduzido pela apresentadora Mariana Ferrão, que é mãe de Miguel, 8, e João, 5, a jornalista contou que uma situação comum com seus filhos é eles comerem alguma coisa na praia antes do almoço e isso atrapalhar a fome da refeição principal. Maria Cecilia disse que o mesmo acontece com Pedro: "Se ele come qualquer coisa antes, já estragou o almoço".

A sertaneja disse que quando ela e a família vão à praia, ela dá leite para o filho no café da manhã, no meio da manhã ele come um lanche e depois ela dá uma segurada até o horário do almoço que geralmente é meio-dia, no máximo uma hora. "O Pedro pede, arroz, feijão, carninha e banana. É o prato preferido dele, como é muito fácil de a gente conseguir ter isso sempre, fico mais tranquila."

De acordo com a nutricionista Lara Natacci, mestre e doutora pela USP (Universidade de São Paulo), que também participou da conversa, é importante estabelecer e combinar horários com as crianças. Segundo ela, se a criança comeu um lanche às 10h na praia, por exemplo, é recomendado esperar de duas a três horas para dar o almoço, e só oferecer água nesse período. "A criança vai saber: posso comer, mas depois vou ficar sem comer porque vou almoçar ou ter uma refeição planejada."

Para Lara, não há restrição, mas precisa haver planejamento. "A criança tem rotina e não dá para passar as férias inteira sem essa rotina. Não tem problema consumir sorvete, milho, queijo na praia, mas tentar estipular horários para que isso não interfira no almoço", advertiu.

Ao comentar sobre suas escolhas alimentares na praia, Maria Cecilia disse que tem o organismo resistente por viajar muito e viver na estrada. "A gente aprende a lidar com o que comer ou não porque a cada dia está num restaurante, num lugar. Acho que a praia tem um pouco disso." Entre os pratos favoritos dela na praia estão o queijo coalho e a isca de peixe.

Toda semana, convidados especiais e especialistas vão conversar com a Mari Ferrão sobre saúde, alimentação e equilíbrio mental de um jeito leve e divertido. Fique ligado em VivaBem e em nossas redes sociais para acompanhar toda a programação.

UOL no Verão 2022

Conexão VivaBem faz parte do UOL no Verão 2022, que até o fim de janeiro vai trazer uma série especial de programas em vídeo, exibidos no Canal UOL. E nos dias 8, 9, 15 e 16 de janeiro, o evento terá uma arena na cidade de São Paulo repleta de atrações esportivas, musicais, espaço kids e uma praça de alimentação.

Fique de olho em uol.com.br/uolnoverao/ e em nossas redes sociais para acompanhar toda a nossa programação até o fim de janeiro!