PUBLICIDADE

Topo

Conexão VivaBem

Dicas para ajudar a cuidar do corpo, da mente e da alimentação de forma descomplicada


Nutricionista dá dicas para fazer escolhas saudáveis de comida na praia

Colaboração para VivaBem

12/01/2022 15h00

Se você é daquelas pessoas que não dispensa uma ida à praia no verão, sabe que na hora da fome é comum ter dúvida do que comer e beber diante de tantas opções: tem pastel, camarão, milho, sucos. Posso comer e beber de tudo? É melhor consumir os produtos da barraca ou levar de casa?

A nutricionista Lara Natacci, mestre e doutora pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), dá dicas de como fazer escolhas saudáveis e que cuidados tomar na praia no sexto episódio da segunda temporada do Conexão VivaBem, atração que faz parte da programação do UOL no Verão.

Alimentos em potes separados e sacola térmica

Se você levar legumes ou frutas cortadas em pedaços, como tomate e cenoura, coloque cada alimento em um recipiente separado e dentro da sacola térmica para não ficar exposto ao sol. As frutas secas têm uma durabilidade um pouco maior e são boas opções. No caso da salada de frutas, ela vai durar menos devido à interação entre as frutas.

O sanduíche que a gente prepara em casa deve ser embalado com papel alumínio e também deve ser colocado na sacola térmica, em um recipiente térmico ou isopor. Uma sacola térmica sem gelo dura, em média, duas horas. Com gelo, ela pode durar até quatro horas.

Muita gente pode pensar que está fazendo farofada levando um monte de comida para a praia, mas é melhor levar e ter mais segurança no consumo. No entanto, é importante entender que mesmo o alimento que a gente leva de casa pode deteriorar, ficar ruim e contaminar.

Leve as bebidas de casa

Prefira levar os líquidos de casa, como garrafa de água e suco de frutas. Lembrando que a melhor hidratação é a água. A fruta é interessante porque também hidrata, tem muita água, vitamina, mineral e antioxidante. Uma forma atraente de ofertar às crianças é bater o suco no liquidificador com água e congelar em formas de gelo. Aí você pode colocar em um squeeze térmico que vai durar por mais tempo, dentro da sacola térmica, vai ficar gelado e super refrescante.

Para quem toma cerveja, é importante alternar a bebida alcoólica com água, água de coco, suco, e não usar a cerveja para matar a sede.

Se você gosta de água de coco, é importante observar a higiene da barraca onde você vai comprar e da pessoa que vai manusear a fruta. Também verifique se o canudo é descartável e se está embalado. Essas são formas de simples de ver se não haverá contaminação pela mão. O ideal é pedir para abrir o coco e já consumir na hora.

A água de coco industrializada tem mais garantia, mas geralmente tem mais açúcar. As garrafas de água de coco que ficam na parte refrigerada no mercado ou hortifruti duram um dia, mas elas ficam rosadas quando estão se deteriorando e estragando. Fique de olho no prazo de validade e na cor.

Mesma lógica serve para os picolés, temos os caseiros e os industrializados. Os industrializados vão passar por um maior controle de produção e serão mais seguros nesse sentido. Uma opção é escolher os de frutas que têm menos açúcar adicionado.

Escolha os milhos imersos na água

Ao comprar um milho para comer na praia, escolha os que estão por baixo e imersos na água, que estão conservados por mais tempo. Os milhos mais aparentes vão sofrer ação do sol.

O tempo de exposição ao calor é um fator que pode ser decisivo na contaminação dos alimentos.

Não tem problema adicionar sal e manteiga, desde que seja de forma moderada. O consumo excessivo do sal favorece a retenção de líquido. No verão, temos a tendência de inchar.

Não precisa descartar as frituras, mas cuidado com os molhos

Dá para comer fritura de vez em quando, não precisa restringir nada, tudo é possível entrar em um esquema de alimentação saudável. Só fique atento ao molho que você vai acrescentar, é bom evitá-los. Juntar fritura com um molho que pode deteriorar, pode ser complicado.

Uma outra precaução é com o limão que a gente coloca no peixe ou no camarão empanado. Se a gota de limão pingar na pele pode dar queimadura.

Olhe sempre a higiene do local

A orientação geral para qualquer lugar que você for comprar, seja no quiosque ou na barraca da praia, é sempre observar a higiene do local e da pessoa que está manipulando o produto. Às vezes, o alimento não está com nenhum problema, mas a pessoa pode estar trazendo algum "bichinho" na mão

Toda semana, convidados especiais e especialistas vão conversar com Mariana Ferrão sobre saúde, alimentação e equilíbrio mental de um jeito leve e divertido. Fique ligado em VivaBem e em nossas redes sociais para acompanhar toda a programação.

UOL no Verão 2022

Conexão VivaBem faz parte do UOL no Verão 2022, que até o fim de janeiro vai trazer uma série especial de programas em vídeo, exibidos no Canal UOL. E nos dias 8, 9, 15 e 16 de janeiro, o evento terá uma arena na cidade de São Paulo repleta de atrações esportivas, musicais, espaço kids e uma praça de alimentação.

Fique de olho em uol.com.br/uolnoverao/ e em nossas redes sociais para acompanhar toda a nossa programação até o fim de janeiro!