PUBLICIDADE

Topo

Pergunte ao VivaBem

Os melhores especialistas tiram suas dúvidas de saúde


Pergunte ao VivaBem

Sofro de rinite e sinusite. Tomar banho quente pode piorar o problema?

Daniel Navas

Colaboração para o VivaBem

28/12/2021 04h00

Resumo da notícia

  • Não. O banho quente, normalmente, contribui para que as secreções saiam mais facilmente do nariz
  • Deixe a água quente escorrer naturalmente no rosto por um tempo, mas não exagere na temperatura
  • Vale usar um spray de soro fisiológico no momento do banho, para ajudar a limpar o nariz

Não. Geralmente, o banho quente faz com que a mucosa nasal se retraia e, assim, parte das secreções retidas nas narinas acabam saindo com mais facilidade. Só não exagere muito na temperatura da água para não ressecar a pele e causar outros problemas, como coceiras e vermelhidões.

Deixe a água escorrer naturalmente no rosto por bastante tempo e, se quiser, assoe o nariz ao longo do processo. Além disso, o vapor causado pelo líquido quente também ajuda, e muito, durante as crises de rinite e sinusite. Neste caso, feche a janela do banheiro para concentrar mais os vapores. Mas fique atento para não sair do banheiro direto para outro ambiente muito frio, pois o choque térmico pode piorar os problemas.

Mais importante do que a temperatura do chuveiro é a higienização diária do nariz. Isso deve ser feito com soluções salinas, de preferência na hora dos banhos. O líquido deve estar em temperatura ambiente, ou levemente morno. Assim, não gera nenhum tipo de desconforto e ajuda na limpeza das secreções retidas, impurezas e microrganismos que estejam na sua via aérea superior. Essa lavagem nasal, sem dúvida, é um fator muito importante no controle das doenças respiratórias.

Mas, mesmo seguindo estas dicas à risca, não deixe de lado o tratamento para os problemas. No caso da rinite, as chamadas medidas ambientais são importantes para evitar os estímulos que levam à alergia e ao aparecimento do problema. Então, fique de olho no seu quarto, que precisa estar sempre muito bem ventilado. Evite qualquer tipo de pelúcia, assim como mofo ou umidade, e não durma junto com cachorro ou gato. É bom evitar, também, que os pets entrem no quarto. Eles até podem circular pelo restante da casa, mas o ambiente onde você dorme com portas e janelas fechadas deve estar sempre livre dos agentes que possam levar às crises.

E tem mais: se você tiver algum móvel com muitas ranhuras dentro do quarto, o melhor é retirá-los, já que estas peças juntam bastante poeira. Existem alguns medicamentos que também podem ajudar a acabar com as crises de rinite, assim como para a sinusite. Por isso, é importante marcar uma consulta com um otorrinolaringologista para que ele indique o melhor tratamento.

Fontes: Ana Karina Ferreira de Assis, otorrinolaringologista e coordenadora de otorrinolaringologia do Hospital Santa Joana Recife; Jamal Azzam, otorrinolaringologista e membro titular da ABORL-CCF (Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial); José Ricardo Testa, coordenador da equipe de otorrinolaringologia do Hospital Nove de Julho, em São Paulo e professor ajunto do Departamento de Otorrinolaringologia da EPM/Unifesp (Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo); Sandro Coelho, otorrinolaringologista do Hospital Universitário Walter Cantídio da UFC (Universidade Federal do Ceará), que faz parte da Rede Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares).

Quais são suas principais dúvidas sobre saúde do corpo e da mente? Mande um email para pergunteaovivabem@uol.com.br. Toda semana, os melhores especialistas respondem aqui no VivaBem.

Pergunte ao VivaBem