PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Carlos Alberto fará cateterismo; quando o procedimento é necessário?

Lourival Ribeiro/SBT
Imagem: Lourival Ribeiro/SBT

Do VivaBem, em São Paulo*

20/10/2021 17h46

O apresentador Carlos Alberto de Nóbrega, 85, está internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde passará por um cateterismo para tratar uma leve arritmia cardíaca, de acordo com a assessoria do SBT.

"Por precaução, e a pedido da equipe médica passará pelo procedimento", diz o comunicado, sem dar mais detalhes sobre o estado de saúde do humorista.

O que é um cateterismo?

Leopoldo Piegas, cardiologista do HCor (SP), explica que o cateterismo tem duas funções. Primeiro, ele é usado como um exame, geralmente para diagnosticar doenças nas artérias coronárias.

Depois, se identificada alguma lesão, o procedimento leva o stent, espécie de mola metálica que mantém as paredes da artéria abertas, até o local em que há obstrução.

"O cateterismo é como um exame de sangue, ou seja, um termo utilizado para fazermos uma avaliação interna, no caso, do coração", diz Piegas.

Como é feito o procedimento

Não é um procedimento complexo. Um cardiologista intervencionista faz uma pequena incisão no punho ou na virilha e insere um cateter que percorre um vaso sanguíneo até chegar ao coração.

Tudo é feito com a ajuda de uma espécie de raio-X, chamada fluoroscopia, uma técnica de imagem que auxilia a subida do cateter até a artéria coronária.

Ao chegar no local, o cateter injeta um contraste, que mostra a artéria por dentro. Lá, é diagnosticada a lesão. "Normalmente é uma placa de gordura que se rompe e forma um coágulo, uma trombose coronária", diz o cardiologista.

Quando essa placa é pequena, não gera sintomas, mas ao se romper, joga gordura na circulação e o organismo forma um coágulo, que pode obstruir parcial ou totalmente a artéria. "É como se explodisse e o sangue não consegue passar. Se fechar totalmente a artéria, o indivíduo tem um infarto".

Nos primeiros dias após o procedimento, é indicado que o paciente fique de repouso relativo. O tratamento prossegue com medicamentos e com mudanças de hábitos: "Não fumar, se exercitar, controlar peso, colesterol, hipertensão e diabetes, no caso de quem tiver alguma dessas condições, e até o estresse", diz Piegas.

*Com informações de reportagem publicada em 21/11/2019.

Saúde