PUBLICIDADE

Topo

'Briguei com o peso a vida toda e emagreci 14 kg ao perder o medo de comer'

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Thamires Andrade

Colaboração para o VivaBem

14/10/2021 04h00

Gleice Almeida, 32, fez várias dietas restritivas ao longo da vida, mas em todas recuperou o peso perdido. Isso acabou quando ela buscou ajuda de uma nutricionista e de uma psicóloga para mudar a relação com a comida. Assim, entendeu que não há alimentos proibidos e reduziu o percentual de gordura corporal de 36% para 13%. A seguir, Gleice conta como conseguiu:

"Desde que me entendo por gente, luto contra a balança. Quando era criança, meus pais trabalhavam fora e eu e meu irmão comíamos o que tínhamos vontade em casa. Nas férias, eu tinha de ir para a casa da minha tia para emagrecer.

Como Emagreci - Gleice - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Ela preparava um cardápio saudável só para mim. Foi graças a minha tia que aprendi a comer cenoura, beterraba, verduras e outros vegetais. Mas ir para sua casa era uma loucura, pois eu gostava mesmo é de besteiras, queria comer as coisas que os outros comiam.

Por exemplo: meu primo comprava um mistinho (salgado assado recheado com presunto e queijo) que eu adorava. Era muito sofrido aquele momento e também quando voltava para minha casa, porque nunca sustentava a alimentação saudável e vivia no efeito sanfona.

Sofria bullying na escola por causa do peso e, na adolescência, fiz muitas dietas restritivas, mas também não conseguia sustentar os resultados. Se tinha uma festa, eu fechava a boca e perdia rapidamente 4 kg para caber em um vestido, mas depois engordava de novo. E isso continuou durante anos da minha vida...

Como Emagreci - Gleice - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Em 2019, viajei para a praia para comemorar o aniversário da minha mãe e pedi para uma amiga tirar fotos minhas de biquíni. Quando vi as fotos, dei conta de que estava muito acima do peso. Fui para o armário experimentar shorts e calças que eu tinha e não entrava mais absolutamente nada em mim.

Foi aí que decidi que precisava fazer algo para reeducar a minha alimentação. Como já tinha feito de tudo para perder peso e nunca conseguia me manter magra, resolvi ir para uma abordagem menos radical, sem muitas restrições, diferente de tudo que já tinha feito.

Como Emagreci - Gleice - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Busquei ajuda de uma nutricionista e deixei bem claro que não queria cortar nada, nem que demorasse 10 anos para emagrecer. Não queria mais ter medo da comida e sofrer por não poder comer algo!

Além da nutri, entrei em um grupo de emagrecimento com uma coach e psicóloga. Foi ótimo para ajudar a ressignificar a comida na minha vida.

Antes, a comida era minha melhor amiga, aquela que não julgava meus sentimentos e me entendia. Mas a coloquei em seu lugar: os alimentos servem para nutrir o corpo, não para ficar compensando a felicidade ou tristeza

Também aprendi a diferenciar a fome da vontade de comer. Claro que foi um processo longo, mas no final eu aprendi a ter controle. Tinha claro na minha mente que ao deixar de comer algo que não era saudável eu não estava dizendo não para aquele alimento para sempre, mas que o comeria quando estivesse realmente com vontade.

Comecei a jogar limpo comigo mesma. Isso acabou me ajudando a comer alimentos de verdade também! Passei a trocar o biscoito pela fruta, sempre pensando que elas me dariam mais saciedade e nutririam meu corpo de forma saudável.

Como Emagreci - Gleice - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

O processo não foi simples, principalmente porque nesse meio tempo eu trabalhava como doceira e era todo dia morango, creme de leite, leite ninho, fora os empadões que eu fazia. Mas não comia nada e, quando sobrava, dava para alguém para evitar o gatilho de começar a comer o que eu vendia.

Trabalhei bastante a minha mente e foi dando certo. Em seis meses, emagreci 14 kg, praticamente sem restrição, de uma forma bem leve. No fim, o que mais me impressionou nem foi o peso na balança, mas o quanto reduzi meu percentual de gordura: de 36% para 13%.

Hoje, se alimentar bem para virou uma questão de saúde, porque vejo meus pais com diabetes e hipertesão e não quero isso para mim! Estou terminando a formação em coach e quero ajudar outras mulheres a emagrecerem com saúde, sem restrições ou medo da comida. Fico muito motivada em poder ver resultados legais e auxiliar mulheres a reganharem saúde e autoestima!

Quer emagrecer? Receba um plano gratuito com treino e dieta em seu email

Você quer mudar hábitos, começar a praticar exercícios, ter uma alimentação mais saudável e emagrecer? O VivaBem preparou uma série de newsletters com um programa de treino e uma dieta para perder peso (neste link tem a caixa para você se cadastrar para recebê-las). Ao assinar a newsletter do #ProjetoVivaBem, você vai receber em seu email, ao longo de 12 semanas, um plano completo e gratuito com exercícios, cardápios e dicas para mudar o estilo de vida, que ajudarão a alcançar o objetivo de eliminar gordura corporal, ganhar músculos e, principalmente, adotar hábitos mais saudáveis. Siga nosso programa e compartilhe seu novo dia a dia mais saudável e seus resultados nas redes sociais com a #ProjetoVivabem.