PUBLICIDADE

Topo

Ele emagreceu 48 kg duas vezes e abriu uma empresa de alimentos saudáveis

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Danielle Sanches

Do VivaBem, em São Paulo

07/10/2021 04h00

Após sofrer alguns traumas na adolescência, Maurício Bezerra, de 33 anos, passou a descontar as emoções na comida e chegou a 142 kg, mesmo praticando exercícios regularmente. Para continuar praticando futebol americano, esporte de que sempre gostou, o paraibano emagreceu duas vezes (a primeira de forma não saudável). Com o que aprendeu nos processos, ele viu uma oportunidade na área de alimentação saudável e abriu uma empresa. A seguir, Maurício conta sua história:

"Sempre tive péssimos hábitos de vida. Quando era criança, eu voltava da escola e me sentava no sofá para ver televisão enquanto comia brigadeiro, salgadinho, pipoca, batata frita. O negócio era tão sério que eu me deitava em um lado da cama de casal dos meus pais e, do outro lado, enchia de comida. Comer deitado era comum para mim.

Mas só fui engordar para valer aos 17 anos. Tive um trauma familiar muito forte que mexeu demais comigo. Acabei descontando as emoções todas na comida. Comia por estar triste e também para fugir daquela realidade, vivia ansioso. Com 18 anos, cheguei a pesar 142 kg (tenho 1,82 m de altura).

Mesmo assim, não era sedentário. Gostava de futebol americano e jogava em um time aqui de João Pessoa e ainda corria na areia da praia duas vezes por semana. Mas estava longe de ser ideal para a saúde, já que não me cuidava corretamente. Nesse período, tentei de tudo para perder peso: dietas, remédios, passei em várias nutricionistas. Até perdia um pouco do peso, mas logo desanimava e ganhava tudo outra vez.

Como Emagreci Maurício - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Em 2010, aos 22 anos, fui estudar nos Estados Unidos e aproveitei para continuar jogando futebol americano na universidade. Decidi que, para me dedicar ao esporte de que gostava tanto, precisava perder peso. Fiz tudo errado: passei quatro meses seguindo uma dieta muito restritiva e treinando cinco horas por dia. Eu era novo, não pensava na minha saúde e queria apenas uma perda rápida de peso.

Em quatro meses, perdi 48 kg. Mas isso teve um custo alto para a minha saúde. Cheguei a desmaiar algumas vezes por fraqueza. Admito que corri riscos e não emagreci da maneira correta.

Nas férias de verão, voltei para o Brasil e cheguei bem durante as festas de São João em Campina Grande, um evento enorme e com comida típica. Eu, que não havia aprendido nada sobre hábitos alimentares saudáveis, não deixei por menos: comi até não poder mais. Resultado: em quatro meses de férias, recuperei todos os quilos que havia perdido.

Como Emagreci Maurício - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Entrei numa depressão profunda. Não me conformava em ter emagrecido bastante e ganhar tudo novamente. Voltei para os EUA e meus amigos americanos não acreditavam no que estavam vendo. Fiquei triste, envergonhado, parei de sair e não queria ver ninguém. Tenho poucas fotos dessa época. As pessoas me viam e perguntavam: "Que m**** você fez?"

Resolvi usar os recursos que tinha e comecei a estudar sobre alimentação. Queria entender como era possível perder peso, mas de forma saudável e duradoura. Achei um artigo na internet que dava orientações sobre alimentação saudável, como optar pelos cereais integrais e alimentos frescos (verduras, legumes, ovos, carnes, frutas), e sobre a quantidade de alimento a ingerir.

Nos EUA, as porções nos restaurantes são enormes e há muita coisa processada. Mas quem quer comer de forma saudável também encontra muitas opções nos supermercados. Usei isso a meu favor e consegui seguir uma alimentação mais balanceada. Perdi novamente 48 kg, mas dessa vez em 11 meses, mais devagar e de forma mais sustentável.

Como Emagreci Maurício - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Junto com a boa alimentação, mantive minhas atividades físicas, continuei jogando meu futebol. Meu paladar mudou e eu aprendi a comer coisas das quais não gostava, como castanhas. Desisti do refrigerante e aprendi a fazer substituições por bebidas mais saudáveis e com menos calorias, como o kombuchá.

Nesse processo, entendi também a importância de fortalecer a mente e mudar meu jeito de pensar. Precisava direcionar minha ansiedade para outro lugar que não fosse a comida, como eu fiz a vida toda. Busquei apoio psicológico e faço terapia até hoje para lidar com as minhas emoções e com o estresse. Assim, não desconto os sentimentos negativos na comida.

Em 2015 voltei ao Brasil definitivamente. Estava magro novamente e mais consciente da importância de comer de forma saudável. Mas sentia falta de encontrar pasta de amendoim aqui no Brasil, um alimento popular nos EUA. Na época, a maioria dos produtos eram importados e cheios de aditivos.

Como Emagreci Maurício - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Experimentei fazer uma versão caseira de uma receita de pasta de amendoim que achei na internet e coloquei meu toque pessoal. Deixei uma amostra em uma loja de produtos naturais de uma amiga e fez um enorme sucesso entre os clientes. Nem eu esperava isso, mas acabei desenvolvendo mais sabores naquela mesma semana.

Acabei virando empresário e fundando a éNozes, que hoje tem um sócio. Além das pastas de amendoim, temos produzimos pastas de castanha-de-caju em diversos sabores. Ou seja, além de emagrecer, o processo de reeducação também me deu uma nova forma de ganhar a vida.

Depois, emagreci ainda mais e cheguei a pesar 78 kg. Hoje estou com 81 kg. Venho mantendo o peso há cinco anos, sem sofrimento. Os bons hábitos alimentares se tornaram algo natural. Eu entendo que é um processo lento e muito difícil para algumas pessoas. Eu consegui emagrecer sozinho, mas acredito que o correto mesmo seria eu ter procurado uma nutricionista e buscado orientação médica. É o que eu recomendo para quem deseja deixar definitivamente os maus hábitos para trás e, consequentemente, perder peso.

Quer emagrecer? Receba um plano gratuito com treino e dieta em seu email

Você quer mudar hábitos, começar a praticar exercícios, ter uma alimentação mais saudável e emagrecer? O VivaBem preparou uma série de newsletters com um programa de treino e uma dieta para perder peso (neste link tem a caixa para você se cadastrar para recebê-las). Ao assinar a newsletter do #ProjetoVivaBem, você vai receber em seu email, ao longo de 12 semanas, um plano completo e gratuito com exercícios, cardápios e dicas para mudar o estilo de vida, que ajudarão a alcançar o objetivo de eliminar gordura corporal, ganhar músculos e, principalmente, adotar hábitos mais saudáveis. Siga nosso programa e compartilhe seu novo dia a dia mais saudável e seus resultados nas redes sociais com a #ProjetoVivabem.