PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Covid: 87,4 milhões de brasileiros completam vacinação, 40,99% da população

Mais de 87,4 milhões de brasileiros já completaram a vacinação contra a covid-19 - Adriano Ishibashi/Framephoto/Estadão Conteúdo
Mais de 87,4 milhões de brasileiros já completaram a vacinação contra a covid-19 Imagem: Adriano Ishibashi/Framephoto/Estadão Conteúdo

Colaboração para o VivaBem, em São Paulo

27/09/2021 20h00Atualizada em 27/09/2021 20h16

O Brasil chegou hoje à marca de 87,4 milhões de habitantes que completaram a vacinação contra a covid-19. Já são 87.436.784 brasileiros que tomaram a segunda dose ou a dose única do imunizante contra a doença, o que representa 40,99% da população do país. Os números são do consórcio de veículos de imprensa, do qual o UOL faz parte, com base nos dados fornecidos pelas secretarias estaduais de saúde.

Nas últimas 24 horas, houve a aplicação de 742.328 segundas doses e 1.752 doses únicas, em um total de 744.080 pessoas com esquema vacinal completo. Já 468.526 brasileiros receberam a primeira e outros 61.868 tomaram a de reforço.

No total, foram aplicadas 1.274.474 doses de vacina contra a covid-19 neste intervalo de tempo, na soma de primeiras, segundas, únicas e de reforço.

Até o momento, 145.005.445 brasileiros foram vacinados com a primeira dose de imunizante contra a doença, o equivalente a 67,98% da população nacional. Quanto à dose de reforço, já houve a aplicação de 669.515 doses ao todo.

Vacinação primeira dose 27/9 - UOL - UOL
Vacinação primeira dose 27/9
Imagem: UOL

Entre os estados, Mato Grosso do Sul possui a maior parcela da população com vacinação completa: 55,94% de seus habitantes. São Paulo (54,63%), Rio Grande do Sul (46,61%), Espírito Santo (43%) e Paraná (40,84%) aparecem a seguir.

São Paulo permanece à frente na proporção de habitantes que já tomaram a primeira dose: 78,78% da população local. Na sequência, vêm Rio Grande do Sul (70,49%), Santa Catarina (70,31%), Distrito Federal (70,2%) e Paraná (69,25%) aparecem na sequência.

Vacinação dose completa 27/9 - UOL - UOL
Vacinação dose completa 27/9
Imagem: UOL

Drauzio: Bolsonaro é ativista para disseminação da covid-19

Drauzio Varella, médico e escritor, fez críticas à gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante a pandemia do coronavírus. No entanto, o médico disse discordar que o presidente possa ser chamado de negacionista, já que ele faz mais do que negar a ciência ou a existência da doença.

"As pessoas chamam o presidente de negacionista, eu acho errado porque ele não é, ele é um ativista e passou a divulgar a disseminação do vírus", afirmou ao UOL Entrevista. Drauzio falou não ser justo atribuir toda a culpa a Bolsonaro, mas que é possível ver onde o presidente falhou.

"Ele se empenhou e se empenha arduamente na disseminação do vírus, isso teve muito impacto por ele ser a autoridade maior do país", explicou. Com isso, o médico acredita ser necessário uma "punição exemplar" para Bolsonaro e também para futuros governantes não repetirem as atitudes tomadas durante a pandemia.

Veículos se unem pela informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de saúde das 27 unidades da federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes de autoridades e do próprio presidente durante a pandemia colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Saúde