PUBLICIDADE

Topo

Gerente, ele usou técnicas de gestão para montar um projeto e perder 15 kg

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Colaboração para o UOL VivaBem, em São Paulo

09/09/2021 04h00

Rafael Robles, 35 anos, realizou uma cirurgia cardíaca na infância e, como medo de ter um problema no coração fazendo exercícios, nunca praticou atividades físicas intensas. Após sofrer com o efeito sanfona por anos e sentir queimações no estômago, o gerente de projetos resolveu mudar hábitos. A seguir, ele conta como usou técnicas do seu trabalho para montar seu plano para perder peso:

"Quando era pequeno, passei por uma cirurgia cardíaca e, desde então, acabei sendo podado de fazer atividade física e ser uma criança mais ativa. Comecei a engordar aos 12 anos e algum tempo depois a balança marcou 116 kg (tenho 1,86 m de altura). Quando isso aconteceu, consegui que minha mãe me deixasse ir para a academia.

Passei a comer sem exageros, mas também sem restringir nada. Uma alimentação mais regrada aliada à musculação me fez emagrecer quase 40 kg. Aos 17 anos, pesava 77 kg. Comecei a faculdade com esse peso, mas logo comecei a trabalhar, frequentar happy hour e comer e beber bastante.

Como emagreci Rafael  - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Foi quando comecei a viver em efeito sanfona. Engordava 10 kg, fechava a boca por dois meses e perdia tudo que tinha ganhado. Para isso, buscava médicos, tomava remédio, optava por tudo que me ajudasse a emagrecer. Em 2017, eu me mudei para o Canadá. Pesava cerca de 110 kg e o vai e vem da balança continuou.

O problema é que o sobrepeso e a alimentação não tão saudável começaram a impactar a minha saúde. Sentia muita queimação no estômago, o que atrapalhava o meu sono. Fora que vivia comendo por ansiedade e estava com o colesterol nas alturas.

Em janeiro deste ano, decidi mudar essa situação. Trabalho com implementação de sistemas e cheguei até a coordenar projetos globais. Então, pensei: 'Como sou capaz de gerenciar projetos complexos e não consigo controlar o que como?'

Como emagreci Rafael  - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Nessa noite, comecei a escrever e pensar no emagrecimento como um projeto mesmo. Então, o separei em três núcleos:

  • No primeiro estava o que eu podia controlar e tinha sob meu domínio;
  • No segundo estavam os fatores que me influenciavam, como amigos, familiares, o ambiente próximo do meu trabalho etc.;
  • No terceiro estavam o que eu não controlo, como a cidade que vivo, os alimentos que vendem aqui etc.

Com tudo isso mapeado, pensei em como faria para gerenciar o emagrecimento e criei alguns rituais diários, semanais e bissemanais para mensurar isso. Por exemplo, eu me peso todos os dias, pois antes, sempre que engordava, fugia da balança e o 'estrago' acabava sendo pior. Sei que não vou emagrecer todos os dias e é normal o peso variar muito de um dia para o outro, mas quero entender como está a tendência do meu peso para ligar o sinal de alerta caso note algo fora do padrão.

Outro ritual foi compreender que as coisas não mudariam de um dia para o outro. Já tinha tentado feito mais de cinco dietas e todas falharam porque rompi comigo mesmo. Então, aproveitei para pegar técnicas de gestão de mudança e entendi que precisava de uma mudança lenta, que teria suas dificuldades, mas que seria melhor para mim. Igual no trabalho, a mudança não vem do nada, as pessoas têm que estar confortáveis para mudar a cultura de trabalho.

Como emagreci Rafael  - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Uma outra coisa que comecei a fazer foi uma retrospectiva semanal sobre o que eu realizei de bom naquela semana, o que podia começar a fazer e o que deveria parar de fazer. Esses aspectos comportamentais me ajudaram muito. Emagreci 15 kg ao longo de seis meses. Fui sem pressa, pois não queria perder tanta massa magra no processo.

Além disso, passei a praticar atividade física e, quando me consultei com um cardiologista daqui do Canadá, ele me liberou para fazer exercício com intensidade e reforçou que eu não teria problemas no coração. Foi libertador para mim, pois fui treinar sem medo. Minha capacidade cardiovascular melhorou muito desde então!

Na dieta, meu principal erro era optar por alimentos calóricos e pouco saudáveis, como lasanha, misto quente etc. Contei com apoio nutricional para montar um plano alimentar equilibrado e com coisas que eu gostava. Já tinha tentado dietas que restringem o carboidrato e elas não funcionaram pois sentia muita falta do pão.

Como emagreci Rafael  - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Minha alimentação era rica em proteínas, mas eu podia comer controladamente carboidratos. O principal é que ela preconizava a comida de verdade e natural, eu consumia poucos industrializados. Quando cheguei ao peso que queria, voltei a comer alguns alimentos para alma, tipo pizza e vinho. Até hoje eu me permito pelo menos uma vez na semana comer o que tenho vontade.

Após emagrecer 15 kg parei de sentir queimação, comecei a dormir melhor e ficar mais disposto. Além disso, parei de roncar, o que fez com que minha mulher comemorasse. Para mim, investir em hábitos saudáveis foi muito melhor do que tomar para o resto da vida remédio para dor de estômago e queimação.

Acabei de escrever um livro chamado "Dê o xeque-mate no seu peso" e minha ideia é ajudar a todos que também precisam de força para emagrecer. Assim como quem tem diabetes vive a vida toda como diabético, quem tem obesidade é a mesma coisa. Vou conviver com o desejo do meu corpo de voltar a acumular gordura. Por isso, todo dia tenho que lutar para não engordar.

Quer emagrecer? Receba um plano gratuito com treino e dieta em seu email

Você quer mudar hábitos, começar a praticar exercícios, ter uma alimentação mais saudável e emagrecer? O VivaBem preparou uma série de newsletters com um programa de treino e uma dieta para perder peso (neste link tem a caixa para você se cadastrar para recebê-las). Ao assinar a newsletter do #ProjetoVivaBem, você vai receber em seu email, ao longo de 12 semanas, um plano completo e gratuito com exercícios, cardápios e dicas para mudar o estilo de vida, que ajudarão a alcançar o objetivo de eliminar gordura corporal, ganhar músculos e, principalmente, adotar hábitos mais saudáveis. Siga nosso programa e compartilhe seu novo dia a dia mais saudável e seus resultados nas redes sociais com a #ProjetoVivabem.