PUBLICIDADE

Topo

Pergunte ao VivaBem

Os melhores especialistas tiram suas dúvidas de saúde


Pergunte ao VivaBem

Tenho diabetes tipo 2 e gostaria de fazer jejum intermitente; é possível?

Fernanda Garcia/UOL VivaBem
Imagem: Fernanda Garcia/UOL VivaBem

Daniel Navas

Colaboração para o VivaBem

07/09/2021 04h00

Resumo da notícia

  • Você pode fazer o jejum intermitente, desde que seja recomendado por um endocrinologista ou nutricionista
  • Mas se você faz uso de insulina, assim como pessoas com diabetes tipo 1, não é recomendado o jejum intermitente
  • Ficar muito tempo sem ingerir alimentos pode aumentar o risco de hipoglicemia

Sim, é possível. Porém, o jejum intermitente deve ser recomendado e acompanhado por um endocrinologista ou nutricionista, pois eles farão um estudo adequado da quantidade de calorias ingeridas, e também indicarão a forma correta de realizar o plano alimentar.

Além disso, durante a conversa com o profissional da saúde, será avaliado se você possui outras comorbidades, faixa etária, estilo de vida, se pratica atividade física e a intensidade do treino. Sem esquecer que neste plano alimentar também deve ser orientada a forma adequada em relação aos horários e tempos de duração. Por outro lado, se você faz uso de insulina, assim como pessoas com diabetes tipo 1, não é recomendado o jejum intermitente. Isso porque ficar muito tempo sem ingerir algum tipo de alimento pode aumentar o risco de hipoglicemia.

Outros cuidados também devem ser levados em consideração antes de iniciar o plano alimentar. É necessário saber se a quantidade e qualidade das refeições que serão realizadas conseguirão suprir a demanda metabólica do seu organismo. Caso ocorra uma deficiência calórica, você poderá ter um excesso de produção dos hormônios ligados à fome, como a grelina. E aí, o resultado será o contrário: aumentará o consumo de alimentos quando cessar o jejum, e, consequentemente, o ganho de peso virá, e até mesmo pode acontecer uma descompensação nos níveis de glicose no sangue.

Para entender melhor, o jejum intermitente é um plano de restrição alimentar em que a pessoa fica por um longo período sem ingerir nenhum tipo de alimento ou líquidos que contenham calorias. Neste tempo, o corpo começa a produzir os chamados corpos cetônicos, moléculas que vão buscar na gordura a energia necessária para o organismo se manter ativo. Por isso, ocorre o emagrecimento de forma mais rápida.

Mas é importante lembrar que, mesmo com o jejum intermitente, a pessoa pode não eliminar calorias, se nos horários das refeições ocorrer o consumo excessivo de alimentos. E o jejum intermitente pode ser feito de diversas formas, como dias alternados, tempo restrito (em torno de 8 a 16 horas por dia), além do regime 5:2, em que apenas 2 dias da semana a pessoa fica em jejum. Portanto, antes de iniciar o plano alimentar, já sabe: procure um nutricionista ou endocrinologista de sua confiança e converse a respeito para entender se essa dieta é uma boa alternativa para você.

Fontes: Gabriela Cilla, nutricionista da Clínica NutriCilla, em São Paulo e gastróloga; Luciano Giacaglia, coordenador do Departamento de Pré-Diabetes e Síndrome da SBD (Sociedade Brasileira de Diabetes); Teresa Lacerda, médica endocrinologista do HU-Univasf/Ebserh (Hospital Universitário da Universidade Federal do Vale do São Francisco, em Pernambuco / Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares).

Quais são suas principais dúvidas sobre saúde do corpo e da mente? Mande um email para pergunteaovivabem@uol.com.br. Toda semana, os melhores especialistas respondem aqui no VivaBem.

Pergunte ao VivaBem