PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

EUA: Agência autoriza 3ª dose contra covid para parte de imunossuprimidos

Autorização de aplicação em imunossuprimidos é válida para vacinas da Pfizer e Moderna - iStock
Autorização de aplicação em imunossuprimidos é válida para vacinas da Pfizer e Moderna Imagem: iStock

Do VivaBem, em São Paulo*

13/08/2021 07h15Atualizada em 13/08/2021 07h29

A agência reguladora de medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) autorizou a aplicação de uma dose de reforço das vacinas contra covid-19 da Pfizer e da Moderna para parte das pessoas com sistema imunológico comprometido.

De acordo com a FDA, a liberação para aplicar a 3ª dose é válida para pessoas que receberam transplante de órgãos ou por aquelas com um nível equivalente de imunocomprometimento.

Hoje, diretores do Centros de Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês) irão se reunir para analisar a medida e emitir recomendações, com especificações de quem estará apto para a terceira dose.

Em comunicado, a FDA diz que autorizou a terceira dose para "pessoas imunocomprometidas de maneira semelhante àquelas que foram submetidas a transplante de órgãos que têm uma capacidade reduzida de combater infecções e outras doenças e são especialmente vulneráveis a infecções".

Cientistas ainda estão divididos sobre o amplo uso de reforços da vacina contra covid-19 entre aqueles sem problemas subjacentes, pois os benefícios permanecem indeterminados.

A Pfizer disse que a eficácia da vacina que desenvolveu com BioNTech cai com o tempo, citando um estudo que mostrou 84% de eficácia a partir de um pico de 96% quatro meses após uma segunda dose.

A Moderna também disse que vê a eventual necessidade de doses de reforço, especialmente porque a variante delta causou infecções em pessoas totalmente vacinadas.

Relatos de infecções entre pessoas vacinadas e preocupações com a diminuição da proteção levaram as nações ricas a distribuir vacinas de reforço, mesmo com muitos países lutando para ter acesso às primeiras doses da vacina.

Alguns outros países, como Israel e Alemanha, planejam ou já administraram a terceira aplicação para evitar outra crise devido ao avanço da delta. Os Estados Unidos têm apresentado um aumento no número de novos casos.

A recomendação é que a terceira dose das vacinas ocorra pelo menos 28 dias após a aplicação da segunda. A Pfizer está sendo aplicada nos Estados Unidos em pessoas com mais 18 anos, enquanto a Moderna está disponível para quem tem mais de 18 anos.

*Com informações da Agência Reuters.

Saúde