PUBLICIDADE

Topo

Movimento

Inspiração pra fazer da atividade física um hábito


Movimento

Escalada: novo esporte olímpico fortalece músculos e turbina a resistência

O francês Mickael Mawem durante a competição de escalada dos Jogos de Tóquio - Maja Hitij/ Equipe/ Getty Images
O francês Mickael Mawem durante a competição de escalada dos Jogos de Tóquio Imagem: Maja Hitij/ Equipe/ Getty Images

Thais Szegö

Colaboração para o VivaBem

04/08/2021 04h01

Ao acompanhar as Olimpíadas de Tóquio, é comum bater aquela vontade de praticar vários esportes. Em algumas modalidades, desistimos rapidamente da ideia, pois elas parecerem impossíveis de serem feitas por um sedentário ou até mesmo por alguém que malhou a vida inteira na academia —como o salto com vara e a ginástica artística.

Porém, outras atividades são muito acessíveis para nós, "simples mortais". Entre os esportes olímpicos que praticamente todas as pessoas podem praticar está a escalada, modalidade que estreou na competição esse ano e traz muitos benefícios à saúde física e mental.

Inspirado no montanhismo, o esporte olímpico é realizado em paredes construídas especificamente para esse fim — encontradas em academias, clubes ou ginásios da modalidade.

Escalada olímpica - benefícios do esporte -  Maja Hitij / Equipe/ Getty Images -  Maja Hitij / Equipe/ Getty Images
Nas Olimpíadas, os atletas da escalada disputam três provas: speed (velocidade), boulder e lead (escalada guiada). Depois, será feita uma multiplicação do resultado em cada prova. O competidor e a competidora com menos pontos na final levam o ouro
Imagem: Maja Hitij / Equipe/ Getty Images

Com diferentes alturas e inclinações, as paredes são paramentadas com agarras que imitam pedras, utilizadas para dar suportes para as mãos e os pés do escalador, permitindo que ele chegue ao topo.

"A escalada olímpica é bastante adaptável e pode ser realizada independentemente de idade, peso, condicionamento ou limitação física, o que a torna bastante democrática", diz Neudson Aquino, analista técnico da ABEE (Associação Brasileira de Escalada Esportiva), de Fortaleza, no Ceará. Tanto isso é verdade que o presidente da ABEE, Raphael Nishimura, que foi ouro no Campeonato Brasileiro de Escalada, tem distonia muscular, distúrbio neurológico que provoca a contração involuntária dos músculos e mobilidade limitada —conheça aqui a história de Nishimura.

Mesmo quem tem medo de altura pode se aventurar nas paredes. A atividade, inclusive, ajuda muitas pessoas a superarem esse trauma, já que é realizada em um ambiente controlado e seguro.

Ficou animado? Então, não fique só vendo esportes olímpicos no sofá e conheça os benefícios que você vai colher ao praticar a escalada. "Podemos dizer que ela é um dos exercícios mais completos para o corpo humano e proporciona diversos ganhos à saúde", adianta o médico do esporte e fisiatra Fabrício Buzatto, membro da SBMEE (Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte).

Os principais benefícios da escalada

Escalada olímpica - benefícios do esporte -  Tsuyoshi Ueda - Pool / Equipe/ Getty Images -  Tsuyoshi Ueda - Pool / Equipe/ Getty Images
Bassa Mawem, atleta francês que disputa os Jogos do Japão
Imagem: Tsuyoshi Ueda - Pool / Equipe/ Getty Images

1 - Fortalece o corpo todo

A escalada recruta praticamente todos os grupos musculares, ajudando a desenvolver força e resistência. Braços, ombros e pernas são os mais exigidos enquanto o atleta movimento o corpo parede acima. A região do core —formada pelo abdômen, pela lombar e pelo quadril— também é trabalhada, pois precisa ficar contraída para ajudar a estabilizar o corpo, conforme explica Dimitri Wuo Pereira, mestre em educação física e escalador profissional, de Jundiaí, no interior de São Paulo.

2 - Melhora a flexibilidade e mobilidade

Ao olhar uma pessoa praticando escalada, fica claro que ela precisa se espichar toda para conseguir avançar na subida. Praticar o esporte regularmente vai ajudar no ganho de flexibilidade e mobilidade.

3 - Aumento da concentração e da capacidade de pensar estrategicamente

O atleta precisa ficar totalmente focado para realizar cada movimento e se manter firme na parede. "A escalada também contribui para a capacidade de pensar estrategicamente, já que as vias usadas para chegar ao topo funcionam como um verdadeiro quebra-cabeça, que vai sendo solucionado pelo caminho", explica Aquino.

Escalada - Maja Hitij / Equipe/ Getty Images - Maja Hitij / Equipe/ Getty Images
Kai Harada, atleta do Japão
Imagem: Maja Hitij / Equipe/ Getty Images

4 - Turbina a resistência física

"Além da força, a escalada desenvolve a capacidade cardiovascular (aeróbica), aumentando a resistência física e melhorando a saúde do coração. Com a atividade regular, é possível reduzir o risco de ter doenças cardíacas, pressão alta e diabetes", afirma Buzatto.

5 - Combate o estresse

Além de ser uma atividade prazerosa e divertida, a escalada estimula a produção de substâncias que melhoram o humor, geram bem-estar e aliviam o estresse, como a noradrenalina, a endorfina e a serotonina.

6 - Desenvolve o equilíbrio

Essa capacidade é importante para que o escalador consiga ficar apoiado na parede apenas pelas mãos e pés e consiga se deslocar rumo ao topo. O esporte também trabalha a coordenação motora, devido a movimentação alternada de braços e pernas.

Cuidados ao praticar

Escalada olímpica - benefícios do esporte - Maja Hitij/ Equipe/ Getty Images - Maja Hitij/ Equipe/ Getty Images
Jakob Schubert, escalador da Áustria durante a prova de boulder
Imagem: Maja Hitij/ Equipe/ Getty Images

- É imprescindível que o esporte seja feito em um local adequado, com a utilização dos equipamentos de proteção, de uma sapatilha desenvolvida especificamente para a prática, que dá mais precisão para o apoio dos pés nas agarras, e com o uso de carbonato de magnésio, um pó que evita que as mãos escorreguem.

- Ter um instrutor treinado por perto também é muito importante, principalmente para quem está começando a se aventurar na escalada.

- Para garantir uma atividade segura e evitar lesões, é indicado aquecer bem o corpo antes de subir a parede. Esse aquecimento pode ser feito com alongamentos dinâmicos, polichinelos e um início menos intenso da escalada.

- Respeite seu corpo e aumente progressivamente a carga de exercícios. Exagerar em um único dia pode sobrecarregar as articulações e os músculos.

- "Quem já sofre com alguma lesão ou tem problemas de saúde importantes, como cardiopatias ou doenças neurológicas, deve ser avaliado pelo médico antes de começar a escalar", alerta Fabrício Buzatto. Em alguns casos, adaptações na atividade serão necessárias.

- Crianças precisam ter um instrutor ao seu lado, acompanhando e orientando cada movimento —e também para evitar quedas.

- Os idosos também necessitam de uma atenção especial, especialmente se tiverem algum problema prévio nas articulações dos cotovelos e das mãos, partes do corpo muito exigidas.

Movimento