PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Covid: 37 milhões de brasileiros completam vacinação, 17,49% da população

Mais de 37 milhões de brasileiros completaram a vacinação contra a covid-19 - Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF
Mais de 37 milhões de brasileiros completaram a vacinação contra a covid-19 Imagem: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

Colaboração para o VivaBem, em São Paulo

23/07/2021 20h00Atualizada em 23/07/2021 20h42

O Brasil chegou hoje à marca de 37 milhões de habitantes com vacinação completa contra a covid-19. No total, 37.044.354 pessoas receberam a segunda dose ou a dose única da Janssen, o correspondente a 17,49% da população do país. O levantamento é do consórcio de veículos de imprensa, do qual o UOL faz parte, com base nas informações fornecidas pelas secretarias estaduais de saúde.

No que se refere às vacinas com duas doses, a primeira delas foi aplicada em 1.234.029 brasileiros entre ontem e hoje. O total de vacinados nesta fase inicial chegou a 94.459.940 até o momento, o que representa 44,61% da população nacional. Entre ontem e hoje, houve a aplicação da segunda dose em 475.818 pessoas. Outras 35.366 receberam a dose única da Janssen no mesmo intervalo de tempo.

1 dose 23/07 - UOL - UOL
Imagem: UOL

Atualmente, o Brasil conta com quatro tipos de vacina contra a covid-19. Os laboratórios responsáveis pela produção da CoronaVac, Oxford/AstraZeneca e Pfizer/BioNTech indicam a aplicação de duas doses para um combate mais eficiente à doença. No caso da Janssen, sua fabricante recomenda apenas uma dose.

O estado de São Paulo segue como aquele que, proporcionalmente, mais vacinou sua população com a primeira dose: 53,83% de seus habitantes.

Em termos percentuais, Mato Grosso do Sul permanece na liderança entre os estados com maior parcela de habitantes com vacinação completa —isto é, receberam a segunda dose ou a dose única: 30,88% da população local.

2 dose 23/07 - UOL - UOL
Imagem: UOL

Vacinação contra covid-19 evitou até 55 mil mortes de idosos, diz Fiocruz

O avanço da vacinação no Brasil pode ter poupado a vida de 40 mil a 55 mil idosos no país, de acordo com um estudo divulgado pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz).

Os números foram estimados em um estudo do epidemiologista Marcelo Gomes, que integra o Programa de Computação Científica da fundação. Os dados indicam ainda que milhares de hospitalizações de pessoas com mais de 60 anos também puderam ser evitadas.

O pesquisador da Fiocruz obteve os dados projetando o número de óbitos e internações por síndrome respiratória aguda grave decorrente da covid-19, como se fossem mantidas as proporções de casos de idosos hospitalizados e óbitos de pessoas da mesma faixa etária. O intervalo analisado foi entre 13 de março e 12 de junho de 2021.

"Não se trata de uma análise científica rigorosa, mas de uma avaliação simplificada para obter estimativas de ordem de grandeza do impacto que já podemos ter alcançado com a campanha de vacinação. Ou seja, não serve para termos valores precisos do impacto, e sim avaliar se estamos falando de dezenas, centenas, ou milhares de vidas, por exemplo", explicou Gomes.

Veículos se unem pela informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de saúde das 27 unidades da federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes de autoridades e do próprio presidente durante a pandemia colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Você utiliza a Alexa? O UOL fornece informações à inteligência artificial por voz da Amazon, com boletins de notícias e dados atualizados do número de brasileiros vacinados contra a covid-19. Para saber sobre a vacinação no país ou no seu estado com a credibilidade do UOL, pergunte: "Alexa, quantas pessoas já foram vacinadas no Brasil?", por exemplo, ou "Alexa, quantas pessoas foram vacinadas?". Nos encontramos lá!

Saúde