PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Vacinação contra covid-19 evitou até 55 mil mortes de idosos, diz Fiocruz

Vacinação contra a covid-19 pode ter poupado cerca de 40 a 55 mil mortes de pessoas idosas no país - iStock
Vacinação contra a covid-19 pode ter poupado cerca de 40 a 55 mil mortes de pessoas idosas no país Imagem: iStock

Do VivaBem, em São Paulo

23/07/2021 17h03Atualizada em 23/07/2021 17h15

O avanço da vacinação no Brasil pode ter poupado a vida de 40 a 55 mil idosos no país, de acordo com um estudo divulgado pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz).

Os números foram estimados em um estudo do epidemiologista Marcelo Gomes, que integra o Programa de Computação Científica da fundação. Os dados indicam ainda que milhares de hospitalizações de pessoas com mais de 60 anos também puderam ser evitadas.

O pesquisador da Fiocruz obteve os dados projetando o número de óbitos e internações por síndrome respiratória aguda grave decorrente da covid-19, como se fossem mantidas as proporções de casos de idosos hospitalizados e óbitos de pessoas da mesma faixa etária. O intervalo analisado foi entre 13 de março e 12 de junho de 2021.

"Não se trata de uma análise científica rigorosa, mas de uma avaliação simplificada para obter estimativas de ordem de grandeza do impacto que já podemos ter alcançado com a campanha de vacinação. Ou seja, não serve para termos valores precisos do impacto, e sim avaliar se estamos falando de dezenas, centenas, ou milhares de vidas, por exemplo", explicou Gomes.

Até ontem, o Brasil conseguiu atingir a marca de 36,5 milhões de pessoas totalmente imunizadas — com as duas doses, em vacinas como a Pfizer, AstraZeneca e CoronaVac, e com a dose única da Janssen. Os dados sobre o número de vacinados foram levantados pelo consórcio de imprensa do qual o UOL faz parte, que apura as informações junto às secretarias estaduais de saúde.

Vacinação avança e mortalidade por covid-19 cai

Um outro estudo realizado pela CNM (Confederação Nacional dos Municípios) reforça os dados divulgados pela Fiocruz. Na medida em que a vacinação avançou nos municípios do país, o número de óbitos por covid-19 regrediu, segundo a entidade.

Ao todo, 3.181 municípios participaram do levantamento, que ocorreu entre 19 a 22 de julho. O número de cidades que integraram a pesquisa é referente a 57,1% das cidades do país.

Segundo o estudo, 1.689, ou 34,4%, dos municípios não registraram mortes nesta semana. Cerca de 527 gestores responderam que as mortes reduziram, ou seja, 16,6% dos respondentes; enquanto em 310 municípios — ou em 9,7% — esse número aumentou. Já os óbitos ficaram estáveis nesta semana em 606, referentes a 19,1%.

Saúde