PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Niterói vacina hoje adolescentes com comorbidades ou deficiência

Maria Fernanda, 17 anos, e a mãe Beatriz Froés comemoram vacinação contra a covid-19 em Niterói - Prefeitura de Niterói/Luciana Carneiro
Maria Fernanda, 17 anos, e a mãe Beatriz Froés comemoram vacinação contra a covid-19 em Niterói Imagem: Prefeitura de Niterói/Luciana Carneiro

Do UOL, em São Paulo

22/07/2021 11h49Atualizada em 22/07/2021 11h49

A Prefeitura de Niterói começou a vacinar hoje adolescentes a partir de 12 anos com comorbidades ou deficiências permanentes. É a primeira cidade do Rio de Janeiro a imunizar menores de idade contra a covid-19.

A primeira adolescente vacinada foi Maria Fernanda, 17 anos, portadora de síndrome de Down.

"Vim me vacinar porque eu quero muito encontrar meus amigos. Estou há muito tempo sem encontrá-los por conta da pandemia. Namoro há três anos e estou sem encontrar meu namorado, estou com muita saudade de todos os meus amigos também. Estou muito feliz, quase sem acreditar," comemorou.

Adolescente Maria Fernanda foi a primeira a se vacinar em Niterói (RJ) - Prefeitura de Niterói/Luciana Carneiro - Prefeitura de Niterói/Luciana Carneiro
Adolescente Maria Fernanda foi a primeira a se vacinar em Niterói (RJ)
Imagem: Prefeitura de Niterói/Luciana Carneiro

A mãe dela, Beatriz Froés, ressaltou a importância da vacinação entre adolescentes com comorbidades e deficiência.

"A vacinação vai permitir que nossos filhos possam voltar para as suas atividades, para os seus tratamentos. Diferentemente dos outros adolescentes sem comorbidades e sem deficiência, os nossos filhos apresentam regressão importantíssima em toda a sua vida. Quando paralisam os tratamentos, eles regridem, e isso é comprovado cientificamente".

Entre hoje e amanhã, recebem a vacina os adolescentes de 16 e 17 anos na Policlínica Carlos Antônio Silva, em São Lourenço, e também no drive thru do campus do Gragoatá da UFF (Universidade Federal Fluminense), em São Domingos.

No posto de vacinação, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 8 horas às 17 horas, os jovens devem apresentar um documento de identificação, CPF, comprovante de residência e laudo médico indicando a comorbidade ou deficiência, além de indicação de aplicação da vacina Pfizer.

O cronograma de vacinação para adolescentes será divulgado semanalmente e depende da liberação de novos lotes da Pfizer pelo Ministério da Saúde —a vacina é a única que tem autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para aplicação em adolescentes.

A expectativa da Prefeitura de Niterói é de que cerca de 2.000 adolescentes sejam imunizados com a campanha de vacinação.

A cidade de Niterói já vacinou 80% da população adulta acima de 18 anos.

Saúde