PUBLICIDADE

Topo

Sem estoque para a semana, Prefeitura de SP não garante avanço da vacinação

Do VivaBem, em São Paulo

12/07/2021 10h32Atualizada em 12/07/2021 16h13

A Prefeitura de São Paulo ainda não sabe dizer quando poderá avançar no calendário de vacinação contra a covid-19. Na manhã de hoje, o prefeito da capital paulista, Ricardo Nunes (MDB), disse que é necessário receber mais doses de imunizantes para que a cidade possa começar a vacinar pessoas com 36 anos de idade.

Nesta segunda (12), os paulistanos com 37 anos de idade podem ser vacinados contra o novo coronavírus. Sem a chegada de mais doses, o calendário, a princípio, fica estacionado nessa faixa etária até quarta-feira (14).

"Hoje, nós estamos vacinando 37 anos. E, mesmo com o anúncio ontem do governo do estado, que a gente ficou muito feliz, não temos como anunciar [vacinação para pessoas com] 36 ainda porque nós não recebemos a vacina", afirmou Nunes a jornalistas após uma agenda pública nesta manhã. "Então, a gente continua segunda, terça e quarta vacinando 37, aguardando chegar vacina para anunciar 36."

Ontem, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou uma nova antecipação do calendário de vacinação contra a covid-19 no estado. De acordo com ele, a faixa entre 39 e 37 anos deverá ser alcançada até a próxima quarta. A capital paulista já está na idade mais nova dessa faixa.

Após a publicação desta reportagem, a Secretaria Estadual da Saúde disse ao UOL que está previsto o envio de 300 mil doses para a capital amanhã.

Depois, à tarde, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que "está prevista" a vacinação de quem tem 36 anos na quinta (15) e de pessoas com 35 anos, na sexta (16). "As vacinas para os novos grupos estão previstas para serem entregues ao município nesta terça-feira", informa a nota da administração municipal.

'Nada adianta avançar e deixar gente pra trás'

Ontem, Doria, além de apresentar a antecipação do calendário, já indicou uma previsão de quando deve vacinar adolescentes. O anúncio, entretanto, acontece em um momento em que não há sobra no estoque de vacinas.

No Facebook, a Prefeitura de Cajamar escreveu hoje que "o estado de São Paulo não está enviando imunizantes o suficiente para vacinar toda a população". "Ainda há pessoas sem vacinar com idade das etapas anteriores. Nada adianta avançar e deixar gente para trás", respondeu hoje a uma pessoa que cobrou na sexta-feira (9) vacinação para 37 anos na cidade da região metropolitana. Na ocasião, o município imunizava pessoas com 39 anos.

calendario vacinação - Reprodução - Reprodução
Novo calendário de vacinação indicado pelo governo estadual para os municípios de São Paulo
Imagem: Reprodução

37 anos na capital

Ao comparecer ao posto de vacinação, na capital, as pessoas com 37 anos precisam apresentar um documento com foto, CPF e comprovante de residência com endereço no município de São Paulo.

O pré-cadastro no site Vacina Já, do governo estadual, não é obrigatório, mas ajuda no processo e diminui o tempo de espera.

Para receber a primeira dose da vacina, a população pode procurar as UBSs, AMAs, os megapostos ou até ir de carro aos sistemas drive thru montados. A lista com os endereços pode ser encontrada no site da Secretaria Municipal de Saúde.

Veja horário dos postos de aplicação:

  • Mega Drive Thru e Farmácia: 8h às 17h (primeira e segunda dose);
  • Megaposto: 8h às 17h (primeira e segunda dose);
  • Unidades Básicas de Saúde: 7h às 19h (primeira e segunda dose);
  • AMA/UBS Integradas: 7h às 19h (primeira e segunda dose)

'Xepa'

Pessoas com mais de 18 anos sem comorbidades também podem se cadastrar para receber a "xepa" das vacinas contra a covid-19 na cidade de São Paulo. A "xepa" foi o nome dado à aplicação das doses que sobram ao final do dia nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e nos postos de vacinação.

A ordem de prioridade indicada pela prefeitura é a seguinte:

  1. Lactantes sem comorbidades (até dois anos de amamentação), acima de 18 anos;
  2. Acadêmicos em saúde em estágio, independente do período de formação;
  3. Estudantes de área técnica em saúde em estágio, independente do período de formação;
  4. Pessoas com mais de 18 anos de idade.