PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Cidade de São Paulo tem 58% dos leitos de UTI ocupados, diz secretário

Edson Aparecido, secretário municipal de Saúde de São Paulo , disse que a cidade de SP está com 58% dos leitos de UTI ocupados - YURI MURAKAMI/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Edson Aparecido, secretário municipal de Saúde de São Paulo , disse que a cidade de SP está com 58% dos leitos de UTI ocupados Imagem: YURI MURAKAMI/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Do VivaBem, em São Paulo

05/07/2021 08h06Atualizada em 05/07/2021 14h29

Edson Aparecido, secretário municipal de Saúde de São Paulo, afirmou hoje que a cidade tem 58% dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), voltados para o tratamento de pessoas com covid-19, ocupados. Dados do boletim diário publicado pela pasta ontem mostram a taxa de ocupação de 40% em leitos de enfermaria no município.

O boletim diário da prefeitura informa que há 834 pacientes internados em leitos de UTI de hospitais municipais e contratualizados. Enquanto outras 584 pessoas ocupam leitos de enfermaria na cidade.

Segundo o secretário, a redução na taxa de ocupação de leitos de UTI no município ocorre em razão da ampliação dos grupos prioritários da vacinação e da manutenção dos protocolos contra a covid-19 na cidade, se comparado com os meses de março, abril e maio.

"Nós estamos com 58% dos leitos de UTI ocupados na cidade. É uma situação diferente do pico da segunda onda da pandemia em março, abril e início de maio por conta da redução da média móvel de 14 dias dos novos casos e também das internações e óbitos que nós temos na cidade. [A redução é] reflexo do avanço da vacinação aqui da capital, a manutenção dos protocolos sanitários, que são muito importantes."

De hoje até quarta-feira (7), a cidade de São Paulo planeja imunizar seus cidadãos a partir de 41 anos contra a covid-19. Ao comparecer ao posto de vacinação, é necessário um documento com foto, CPF e comprovante de residência com endereço no município.

Ocupação

No início de abril, 25 hospitais da cidade de São Paulo registraram ocupação de 100% de leitos de UTI exclusivos para covid-19. À época, as taxas de ocupação dos leitos de UTI eram de 90,6% em todo o estado e de 90,5% na Grande São Paulo. No total, eram 29.510 pacientes internados.

Segundo a secretaria, entre os 29,5 mil internados, 12.963 estavam em leitos de terapia intensiva e 16.547 em enfermaria. O patamar de ocupação em UTIs esteve acima de 13 mil pacientes entre os dias 1º e 4 de abril. Além disso, entre os dias 23 de março e 3 de abril, os dados apontavam mais de 18 mil pessoas em leitos clínicos.

Na quarta-feira (30), o governo do estado divulgou que a ocupação de leitos de UTI para covid-19 em São Paulo ficou abaixo dos 75% pela primeira vez desde 1º de março deste ano. O governo estadual afirmou ainda que houve queda nos indicadores de mortes e casos da doença.

De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, o estado tem hoje 9.778 pacientes em leitos de alta complexidade (ocupação de 74,8%) — quase 3.300 a menos do que o início de abril, quando ocupação ultrapassou 13 mil internados em UTIs para covid.

Saúde