PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Filha comove ao publicar último áudio do pai, que morreu de covid-19; ouça

Caio Santana

De VivaBem, em São Paulo

24/06/2021 22h51Atualizada em 26/06/2021 15h22

A jovem Milena Vidoto, de 18 anos, recebeu inúmeras mensagens de apoio em suas redes sociais após divulgar um dos últimos áudios que recebeu do pai, Marcio Vidoto, de 41 anos, que morreu por complicações da covid-19 na última segunda-feira (21).

Antes de ele ser levado para uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Regional de Itanhaém, litoral de São Paulo, o homem decidiu enviar duas mensagens para um grupo de WhatsApp intitulado "Coisas Marcio e Jesus", segundo a filha. Nelas, ele deu instruções à mulher caso não conseguisse sobreviver e se declarou à família.

"No segundo áudio ele fala 'Mi [Michelle], não deixe as meninas desviarem dos caminhos do Senhor'. Ele falou que estava preparado e que amava Jesus acima de tudo. 'Se Ele me chamar eu vou, eu estou preparado'. Ele estava muito em paz", detalha Milena, sobre os recados deixados pelo pai para sua mãe.

Além dos áudios, a família encontrou um bilhete que Marcio deixou no quarto em que se isolou antes de ser levado ao hospital.

Ele teve a confirmação de que estava com covid após testar positivo no dia 31 de maio, sendo medicamentado e isolado na própria casa em um primeiro momento.

"Depois começou a agravar [a situação]. Ele teve mais falta de ar, foi para a UPA [Unidade de Pronto Atendimento] de Peruíbe para tomar medicações e ser melhor acompanhado", explicou Milena em conversa com o VivaBem.

Após uma visita a UPA da cidade em que morava, Marcio foi transferido para o Hospital Regional de Itanhaém, já com um nível preocupante de comprometimento dos pulmões. Ao todo, ele ficou 12 dias internado, sendo nove deles na UTI, até vir a óbito na última segunda-feira (21).

Os áudios

Após divulgar o áudio, Milena e a família estão recebendo muitas mensagens de conforto pelas pelas redes sociais. Escute a gravação no player abaixo:

Muita fé

Compartilhando a fé do pai, Milena diz acreditar que Deus falou com Marcio no dia em que ele gravou os áudios, registrados na quarta-feira (9).

"Ele estava muito em paz quanto a tudo que poderia vir a acontecer. A gente não tem a certeza. Parece muito que Deus já tinha falado com ele. [...] Quem conhecia meu pai sabe como o coração dele era diferente, um coração puro", declara a jovem.

Ela conta que a torcida pela recuperação do pai chegou a reunir 200 pessoas em um grupo formado nas redes sociais, algumas delas desconhecidas, naturais de Minas Gerais, Paraná e até do Rio Grande do Sul.

"Muitas pessoas se mobilizaram orando por ele", fala Milena.

Legado

Ao refletir sobre as principais lições deixadas pelo pai, a jovem menciona a noção de "realidade" transmitida por Marcio, dizendo que os áudios enviados por ele a ajudam a enfrentar o luto.

"Meu pai sempre me preparou e preparou a minha irmã mais nova para a vida. Ele nunca criou ilusões na minha cabeça, sempre me mostrou a realidade. Me fez forte", declara a filha mais velha de Marcio, que tem uma irmã de apenas 13 anos.

"A gente está passando pelo processo do luto. [...] Quero que as pessoas realmente conheçam quem foi o meu pai, o coração que ele tinha e como ele amava Jesus acima de tudo. Quero levar esse legado adiante", afirma.

Milena conta ainda que levou um tempo para conseguir escutar os áudios enviados pelo pai, abalada pela internação, e que só conseguiu abrir as mensagens após o sepultamento de Marcio.

"Eu confesso que quando aconteceu tudo eu falei 'Deus, mas por que ele? Tão novo. [...] Eu tenho 18 anos, meu pai tinha que ver muita coisa da minha vida'. Eu fiquei sem entender. Mas quando eu escutei os áudios dele, me trouxe um sentimento de paz, de conforto. Meu pai tinha muita certeza de que ia para o céu".

"Claro que a gente chora ao ver as roupas dele, o cheiro dele ainda lembra, é muito difícil. [Mas tenho esse] Sentimento de conforto de que ele está em um lugar bom e sei que através da vida dele que as pessoas vão conhecer o amor de Jesus", completa a jovem.

Saúde