PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Prefeitura de SP fraciona datas para vacinação e lança 'filômetro'

Lucas Borges Teixeira

Do VivaBem, em São Paulo

15/06/2021 08h16Atualizada em 15/06/2021 15h57

A Prefeitura de São Paulo anunciou hoje que vai fracionar as datas para os próximos grupos que poderão se vacinar contra a covid-19. Com quase 1,5 milhão de pessoas entre 50 e 59 anos, as idades serão divididas em pares.

Desde ontem, adultos com 58 e 59 anos já podem se vacinar na capital paulista. As novas datas divulgadas hoje marcam o dia a partir do qual a pessoa pode se vacinar e quem perder a data indicada poderá se vacinar depois. O objetivo é evitar longas filas e aglomerações.

Também foi lançado o "De Olho na Fila", uma ferramenta online para as pessoas saberem, em tempo real, como está a situação em pontos de vacinação e drive-thrus. O objetivo é evitar longas filas e aglomerações.

"Para evitar aglomerações, que a gente sempre evita, e oferecer qualidade de vacinação, nós decidimos escalonar. Também estamos seguindo o cronograma do governo do estado", afirmou o prefeito Ricardo Nunes (MDB) em evento na manhã de hoje.

Veja as datas:

  • Terça-feira (hoje): 58 e 59 anos
  • Quarta-feira (amanhã, 16): 56 e 57 anos
  • Quinta-feira (17): 54 e 55 anos
  • Sexta-feira (18): 52 e 53 anos
  • Sábado (19): 50 e 51 anos
  • Segunda (21) e terça (22): repescagem das idades anteriores

"Só para deixar claro, não é adiamento da vacina. Em alguns casos estamos até antecipando", afirmou Nunes.

"Também porque nós vamos receber as vacinas do estado de forma fracionada, não vamos receber as 1,5 milhão. Como geralmente a maioria das pessoas procura no primeiro dia, não teria contingente na quarta-feira", complementou o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido.

O secretário explicou ainda que esta medida é uma orientação, não uma proibição. Logo, pessoas do grupo entre 50 e 59 anos poderão se vacinar em outras datas. "Mas a recomendação é que sigam o indicado", pede Aparecido.

Além disso, quem perder a sua data indicada, pode ir na repescagem, voltada apenas a seu grupo.

"O escalonamento não é impeditivo para que se tome depois, caso esteja impossibilitado. Recebemos até hoje idosos do primeiro grupo", explicou Aparecido."

Os próximos calendários deverão ser divulgados sempre no sábado anterior ao grupo.

De Olho na Fila

Também foi lançado o chamado "De Olho na Fila", que mostra a situação nos postos de vacinação, com atualização a cada 2 horas. A ferramenta já funciona a partir de hoje no site e em aplicativo.

"Agora é uma população economicamente ativa, pessoas que vão tirar um período para se vacinar. Então é importante ter [a situação] com precisão", afirmou Aparecido.

A sugestão é para as pessoas que puderem irem no período da tarde, que é mais vazio.

Saúde