PUBLICIDADE

Topo

VivaBem

Anvisa deve aprovar extensão de validade de 3 mi de doses da Janssen

Anvisa deve aprovar extensão de validade da vacina Janssen; Brasil recebe amanhã (15/6) 3 milhões de doses da vacina próximas do vencimento - Fernando Zhiminaicela/ Pixabay
Anvisa deve aprovar extensão de validade da vacina Janssen; Brasil recebe amanhã (15/6) 3 milhões de doses da vacina próximas do vencimento Imagem: Fernando Zhiminaicela/ Pixabay

Do UOL, em São Paulo

14/06/2021 13h02Atualizada em 14/06/2021 13h02

O gerente-geral de medicamentos da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Gustavo Mendes, disse que a agência "vê com otimismo" a extensão do prazo de validade de 3 milhões de doses da vacina Janssen, que chegam amanhã ao Brasil com vencimento para o dia 27 de junho.

"[A Anvisa] vê com otimismo a extensão. Ter a aprovação do FDA [agência regulatória dos EUA] ajuda a gente a poupar muitos esforços, claro, vamos considerar as questões específicas do nosso país, mas ter o racional [da FDA] é bastante significativo", afirmou Mendes em entrevista para a rádio CBN.

Ele explica que o "racional" são estudos de estabilidade que mostram se a vacina mantém sua integridade quando armazenada em certas condições por um determinado período. A proposta da Johnson&Johnson, empresa que desenvolveu a Janssen, é ampliar a validade do lote de vacinas por até 4 meses e meio.

"Sabemos que a vacina é um produto muito sensível, qualquer flutuação de temperatura ou malcuidado pode afetá-la", afirmou o gerente da Anvisa. O estudo deve verificar se a vacina mantém sua potência após 4 meses e meio e se a pureza segue em nível adequado.

Em casos comuns, a análise da Anvisa demoraria cerca de 15 dias, "mas tendo em vista a prioridade da situação e urgência do caso, recebemos [o pedido da Johnson&Johnson] na sexta-feira e começamos a análise imediatamente. Nossa expectativa é de que ao longo dessa semana, a gente consiga uma posição".

O FDA aprovou a ampliação de validade da Janssen, vacina de dose única, até 8 de agosto. Segundo o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, após aval da Anvisa, a pasta deve entregar o imunizante apenas para as capitais. "Assim teríamos mais agilidade de aplicar doses na população brasileira".

No entanto, conforme apuração do UOL, o estado de São Paulo vai distribuir a cota da Janssen a todos os seus municípios e já iniciou um treinamento para repassar as orientações a todas as cidades.

A vacina da Janssen recebeu autorização de uso no país pela Anvisa no dia 31 de janeiro e foi comprada pelo Ministério da Saúde no mês de março. Antes da antecipação para o junho, o envio das vacinas estava previsto inicialmente para o último trimestre deste ano, a partir do mês de outubro.

VivaBem