PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Covid: Brasil bate 23,3 milhões de vacinados com 2 doses, 11% da população

Brasil chegou a 11% da população vacinada com duas doses de imunizante contra covid-19 - Divulgação/Governo de São Paulo
Brasil chegou a 11% da população vacinada com duas doses de imunizante contra covid-19 Imagem: Divulgação/Governo de São Paulo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

08/06/2021 20h05

Nesta terça-feira (8), o Brasil alcançou a marca de 23,3 milhões de vacinados com duas doses contra covid-19. No total, 23.303.559 pessoas receberam a dose de reforço de imunizante contra a doença, o equivalente a 11% da população nacional. Os dados são do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte, baseado nas informações fornecidas pelas secretarias estaduais de saúde.

Nas últimas 24 horas, 1.369.599 pessoas receberam a primeira dose de vacina, atingindo um total de 50.953.709 vacinados nesta etapa inicial, o correspondente a 24,06% da população do país. A dose de reforço foi aplicada em outras 276.896 entre ontem e hoje.

Os laboratórios responsáveis pela produção da CoronaVac, Oxford/AstraZeneca e Pfizer/BioNTech recomendam a aplicação de duas doses de vacina para uma melhor eficiência no combate à doença.

Proporcionalmente, Mato Grosso do Sul permanece na liderança entre os estados que mais aplicaram a primeira dose de vacina: 33,41% de seus habitantes.

O Rio Grande do Sul segue como o estado que, em termos percentuais, mais vacinou com a segunda dose: 13,89% da população local.

Primeira dose - Arte UOL - Arte UOL
Imagem: Arte UOL

Consórcio com sete estados adia definição sobre compra de doses da Sputnik

Em reunião extraordinária realizada na manhã de hoje, o Consórcio Brasil Central, que reúne os governos de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Tocantins e Rondônia, além do Distrito Federal, decidiu adiar a definição sobre a compra de doses da vacina Sputnik V.

A decisão do consórcio foi tomada após pedidos de conselheiros. O grupo volta a se reunir na próxima quinta-feira (10) para decidir sobre a compra direta —ou seja: pelos estados que o compõem— de doses da vacina contra a covid-19 produzida pelo instituto russo Gamaleya.

Ontem, os estados que fazem parte do Consórcio Brasil Central pediram à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) a aprovação para uso emergencial da Sputnik V, já que aguardam o aval por parte da agência para finalizar a transação com o Fundo Soberano Russo.

Na última sexta-feira (4), a agência autorizou a importação do imunizante contra o novo coronavírus produzido pelo Instituto Gamaleya para os estados que fazem parte do Consórcio Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe).

segunda dose - Arte UOL - Arte UOL
Imagem: Arte UOL

Veículos se unem pela informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de saúde das 27 unidades da federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes de autoridades e do próprio presidente durante a pandemia colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Você utiliza a Alexa? O UOL fornece informações à inteligência artificial por voz da Amazon, com boletins de notícias e dados atualizados do número de brasileiros vacinados contra a covid-19. Para saber sobre a vacinação no país ou no seu estado com a credibilidade do UOL, pergunte: "Alexa, quantas pessoas já foram vacinadas no Brasil?", por exemplo, ou "Alexa, quantas pessoas foram vacinadas?". Nos encontramos lá!

Saúde