PUBLICIDADE

Topo

Corrida

Aplicativo permite transformar quilômetros em doações para ONGs; saiba como

mediaphotos/IStock
Imagem: mediaphotos/IStock

Giulia Granchi

Do VivaBem, em São Paulo

04/05/2021 10h30Atualizada em 04/05/2021 21h03

A pandemia do coronavírus refletiu na realidade de milhares de pessoas em situação de vulnerabilidade no Brasil, aumentando ainda mais as dificuldades financeiras para famílias de baixa renda e diminuindo doações para ONGs.

Pensando em amparar instituições que atuam por diferentes causas, os empresários Saulo Marchi e Andre Kok criaram o aplicativo Km Solidário, que permite que o usuário converta sua atividade física em doação.

Com um time de embaixadores que traz nomes de peso como Estevão Lopes, paratleta, Glenda Kozlowski, jornalista e esportista e Virna Dias, ex-jogadora da seleção brasileira de vôlei, os criadores pretendem popularizar a iniciativa e, além de ajudar pessoas, combater o sedentarismo.

Para Virna, que doa itens esportivos como camisetas autografadas em ações pontuais realizadas pelos criadores do aplicativo, a junção dos dois assuntos foi perfeita.

"Sempre olhei para o próximo. Vim de uma região árida do Nordeste, onde as pessoas sofriam muito com a seca e a fome. Meu pai foi uma pessoa muito generosa, então cresci com isso dentro de mim. Instituto, projetos sociais enquanto jogava, veio a pandemia e mexeu muito comigo", conta a ex-atleta, que tem seu próprio instituto.

Como os quilômetros viram doações

Ao final do exercício, a distância percorrida é automaticamente revertida em doações de quilômetros para uma das 12 ONGs parceiras, escolhida previamente pelo usuário.

"Primeiro convertemos os quilômetros em pontos. Pensamos, por exemplo, que correr um quilômetro é mais fácil que nadar 1 quilômetro. Para ser justo, cada quilômetro de caminhada ou de corrida vale 1 ponto, enquanto o pedalado vale 0,25 pontos e o nadado vale 4", explica Kok.

Depois, a receita conquistada no mês por meio de publicidade e patrocinadores é dividida de acordo com o percentual que cada ONG recebeu.

"Em algumas ações pontuais, deixamos expresso quanto você doa. Em um evento passado, por exemplo, cada quilômetro percorrido valia R$ 2", explica.

Serviço

O aplicativo está disponível nos sistemas Android ou iOS.

Se você usa Garmin, Polar, Strava, Fitbit ou Apple Saúde, também é possível sincronizar suas atividades pelos outros aplicativos.

Corrida