PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Mujica tem úlcera no esôfago; saiba diferenciar de refluxo e gastrite

Mujica recebeu alta após tratar de úlcera na região do esôfago - Tony Gentile/Reuters
Mujica recebeu alta após tratar de úlcera na região do esôfago Imagem: Tony Gentile/Reuters

Do VivaBem*, em São Paulo

28/04/2021 19h03

O ex-presidente uruguaio José Mujica passou por uma cirurgia, nesta quarta-feira (28), após sentir um desconforto no esôfago. No procedimento, foi constatada uma úlcera na região causada por um corpo estranho. Ele já recebeu alta e passa bem, segundo os médicos.

"Às vezes, os corpos estranhos geram uma lesão onde estava repousado e depois migram para o aparelho digestivo. Temos que esperar que a úlcera cicatrize, o que leva 10 ou 15 dias, mas teve uma excelente evolução. Estamos muito felizes com o cuidado, tudo foi feito muito rapidamente", explica um dos médicos envolvidos no procedimento, o otorrinolaringologista Andres Munyo

Úlcera, gastrite e refluxo: como diferenciar?

Úlceras são feridas que podem ocorrer na mucosa do estômago, no duodeno (junção do estômago com intestino delgado) ou no esôfago, que são mais raras. E, assim como a gastrite e o refluxo, tem relação com a secreção ácida do estômago, mas cada uma delas pode gerar complicações diferentes.

De acordo com Jaime Zaladek Gil, gastroenterologista da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SP)*, "as úlceras causam lesões mais profundas que a gastrite, acometendo várias camadas do órgão e causando perda de algumas delas, o que leva à formação de um 'rasgo' na integridade do revestimento gástrico".

No geral, os principais sintomas das úlceras são sensação de dor e/ou queimação que se manifesta com o estômago vazio; dor que pode acordar o paciente, mas some após ingestão de alimentos ou antiácidos; vômitos com sangue e fezes escurecidas ou avermelhadas com presença de sangue e dor que desaparece com a alimentação e surge novamente.

Ainda segundo Gil, o refluxo é uma doença que atinge o esôfago, que é o órgão de ligação entre a boca-faringe e o estômago. O material que está presente no estômago volta para o esôfago por uma falha na válvula que separa essas duas porções.

Por isso, a pessoa sente azia, tem arrotos e até pode ter dores de garganta. Obesidade, gravidez, hérnia de hiato e outras doenças podem causar o problema, que muitas vezes é confundido com gastrite ou coexiste com ela.

Já a gastrite é uma inflamação na mucosa que reveste o estômago internamente. Ela pode ser dividida, principalmente, em aguda e crônica. No entanto, independente da classificação, geralmente uma dieta balanceada ajuda a melhorar os sintomas.

As manifestações da gastrites variam de acordo com cada pessoa e com o grau da doença, mas as principais queixas são:

- Desconforto, queimação ou dor na parte superior do abdômen;
- Empachamento (sensação de estar com a barriga cheia ou pesada, mesmo comendo pouco);
- Distensão abdominal;
- Náuseas ou vômitos.

* Com informações de reportagens publicadas em 07/08/2018, 25/05/2020 e do site do Drauzio Varella.

Saúde