PUBLICIDADE

Topo

Para motivar alunos, personal trainer secou 15 kg em 3 meses com low carb

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Thamires Andrade

Colaboração para o VivaBem

22/04/2021 04h00

O profissional de educação física Estevão Cantos, 31 anos, sempre sofreu com o efeito sanfona. Com 100 kg, o paulista decidiu mudar a alimentação para emagrecer e inspirar os alunos a seguirem uma rotina saudável. Abaixo, ele conta como chegou a 85 kg em 3 meses:

"Sempre fui de comer bastante, mas durante muito tempo não tive problema com o peso pois mantinha uma alimentação saudável associada à prática de atividade física. Porém, com o passar dos anos, a correria do trabalho e a facilidade dos fast-foods fizeram com que eu tivesse um cardápio mais desregrado. Assim, por causa do excesso de comida industrializada e altamente calórica, perdi o controle do meu peso lá por volta dos 22 anos.

Desde então, o efeito sanfona faz parte da minha vida. Engordava 10 kg, emagrecia 15 kg, depois voltava a engordar. No início da pandemia, cheguei a emagrecer e manter o meu peso por uns meses, mas sofri uma lesão que me impediu de praticar esportes. Resultado? Ganhei 15 kg em dois meses e meio e cheguei a 100 kg (tenho 1,75 m).

Como Emagreci - Estevão - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Sou personal trainer e, após poder voltar a treinar, decidi entrar em um novo processo de emagrecimento e vencer de vez o efeito sanfona, até para servir de exemplo aos meus alunos.

A principal mudança que fiz foi na alimentação, a parte que merece mais atenção no processo de perda de peso. Não adianta treinar pesado e comer mal, de forma desregrada, pois o balanço calórico não dá certo.

Outra coisa importante para ter resultado foi entender e respeitar todas as etapas do processo de emagrecimento. Geralmente, queremos perder peso rapidamente, não temos paciência. Mas precisamos ter em mente que demoramos meses ou até anos para engordar. Então, não podemos esperar perder tudo rapidamente e muito menos se frustrar porque os resultados não são alcançados em um ou dois meses.

Como Emagreci - Estevão - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Nas outras vezes que emagreci e depois engordei, fiz dietas muitos restritivas que deram certo por um tempo, mas depois acabava não conseguindo manter o cardápio. Bastava falar que não podia comer determinado alimento que me dava ainda mais vontade de consumi-lo, era impressionante. Sempre fiz a reeducação alimentar com acompanhamento nutricional e dessa vez não foi diferente, mas já cheguei falando que não queria muitas restrições na dieta.

A nutricionista então montou um plano em que eu não precisei deixar de comer nada, o único cuidado era que as refeições tivessem pouco carboidrato (dieta low carb), o que consequentemente fez com que fosse necessário aumentar a quantidade de proteínas e gorduras para garantir saciedade.

Como Emagreci - Estevão - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

A base da minha alimentação passou a ser carne, frango, peixe, ovos, castanhas e legumes. Não precisei cortar nada que gosto, nem refrigerante, sorvete, chocolate e hambúrguer, mas tinha dias e horários específicos para comer esses alimentos que não saudáveis.

Como sou bem focado, conseguia fazer meu 'dia livre' e depois voltar para a rotina saudável normalmente. Mas tem gente que não consegue, que faz uma refeição livre e desperta a vontade de comer besteiras em todas as refeições. Então, é muito bom se autoconhecer para explicar para o profissional de nutrição o que funciona ou não para você.

Em um mês, perdi 7 kg de gordura e minha massa magra foi mantida, o que é superdifícil. O excelente resultado me motivou a seguir com foco total em busca do resultado planejado.

Estevão Como emagreci - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Algo que me ajudou muito a manter a motivação foi traçar metas de curto prazo, porque sempre quando pensava no montante final que precisava emagrecer, dava aquela desanimada. As metas menores me deixam motivado no meio do caminho. Então, em vez de ficar pensando o tempo todo que precisava perder 15 kg, pensava que precisava perder de 2 kg a 3 kg em duas semanas, por exemplo.

Mesmo tendo em mente que a alimentação saudável era a parte mais importante para meu emagrecimento, é claro que não deixei de praticar exercícios. Como profissional de atividade física, meu lema sempre foi dizer não ao sedentarismo.

Algo que sempre fiz para nunca enjooar de treinar foi mesclar as modalidades que pratico. Faço crossfit, musculação, corrida e treinamento funcional.

Como Emagreci - Estevão - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Montei treinos intensos e rápidos. Para mim, a musculação foi essencial para manter a massa muscular durante a perda de peso. Eu fazia musculação duas a três vezes por semana, intercalada com as demais atividades. Treinava de segunda a sábado.

Após 3 meses, eliminei 15 kg e cheguei a 85 kg. Minha meta agora é seguir focado para manter esse peso, mas reduzir o percentual de gordura corporal —pretendo chegar a um nível bem baixo, perto de 12%.

Com a minha mudança, quero mostrar que é possível vencer o efeito sanfona e ter uma boa alimentação pelo resto da vida, para seguir motivando os meus alunos. É muito gratificante ver que virei uma referência para eles e um exemplo de que é possível adotar de vez um estilo de vida saudável.

Quer emagrecer? Receba um plano gratuito com treino e dieta em seu email

Você quer mudar hábitos, começar a praticar exercícios, ter uma alimentação mais saudável e emagrecer? O VivaBem preparou uma série de newsletters com um programa de treino e uma dieta para perder peso (neste link tem a caixa para você se cadastrar para recebê-las). Ao assinar a newsletter do #ProjetoVivaBem, você vai receber em seu email, ao longo de 12 semanas, um plano completo e gratuito com exercícios, cardápios e dicas para mudar o estilo de vida, que ajudarão a alcançar o objetivo de eliminar gordura corporal, ganhar músculos e, principalmente, adotar hábitos mais saudáveis. Siga nosso programa e compartilhe seu novo dia a dia mais saudável e seus resultados nas redes sociais com a #ProjetoVivabem.