PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Danilo Gentili fica com rosto deformado por alergia a medicamento; entenda

Danielle Sanches

Do VivaBem, em São Paulo

05/04/2021 11h54

Danilo Gentili apareceu na noite de ontem com o rosto completamente deformado em suas redes sociais. O apresentador, de 41 anos, teve uma reação alérgica severa após tomar uma medicação e acabou tendo uma reação grave que deixou o rosto inchado e provocou também um bloqueio na traqueia.

Em seu perfil oficial no Instagram, Gentili gravou uma sequência de dois vídeos para contar o que havia acontecido. "Por acidente, eu tomei uma medicação que eu não podia e eu sou alérgico e começou a dar choque anafilático, meus olhos começaram a inchar muito, minha traqueia começou a inchar muito", disse ele. "Se minha traqueia não regredisse eu ia precisar ser intubado e se eu fosse intubado seria um risco para mim", continuou.

Como funciona a alergia a medicamento?

A alergia ou hipersensibilidade é uma resposta exagerada do sistema imunológico, que acaba reagindo ao entrar em contato com um antígeno (alérgeno).

No caso dos medicamentos, o quadro pode ser provocado por um ou mais componentes específicos presentes no remédio; nesse caso, todos os outros que tenham a mesma substância ou substâncias da mesma família também irão provocar a reação.

Outra possibilidade é a reação ter sido desencadeada por uma hipersensibilidade ao mecanismo de ação do remédio, o que também fará com que o episódio se repita com medicamentos parecidos.

Em alguns casos, os sintomas não chegam a ser graves. No entanto, em alguns pacientes (como foi o caso de Gentili), pode acontecer a chamada anafilaxia— uma reação alérgica severa caracterizada por manifestações em dois ou mais órgãos diferentes.

Nesses casos podem surgir urticárias, inchaço, sintomas respiratórios (asma, falta de ar, chiado no peito), obstrução de vias aéreas superiores, dor abdominal, vômitos, diarreia, hipotensão e choque.

Como saber se sou alérgico?

Infelizmente, não é possível saber antes do primeiro episódio. Após ter a reação, a pessoa deve procurar um médico alergista para realizar alguns testes e entenda seu quadro individualmente.

No Brasil, na América Latina e em alguns países da Europa, os analgésicos e anti-inflamatórios são a principal causa de alergia a medicamentos. No caso de Gentili, ele não revelou qual foi a medicação que provocou a reação.

"Uma vez que o quadro de alergia ou hipersensibilidade é descoberto, o ideal é procurar um médico de confiança que poderá passar uma lista com os nomes dos remédios a evitar, facilitando a vida do paciente", explica Rodrigo Lima, médico de família e comunidade e diretor de Exercício Profissional da SBMFC (A Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade).

O mesmo vale para quem costuma compartilhar uma caixinha de medicamentos com outros membros da família. A dica dos especialistas é resistir a ingestão de uma droga que possa causar os sintomas mesmo se for a opção mais conveniente no momento, já que nem sempre a reação acontece na mesma intensidade.

"Além disso, é importante que o paciente que guarda remédios em casa atente-se para deixá-los em local fresco, fora do alcance de crianças e cheque sempre a validade", recomenda Lima.

* com informações de Bruna Alves em reportagem de 11/01/2021; e de Giulia Granchi em reportagem de 15/01/2020.

Saúde