PUBLICIDADE

Topo

Pergunte ao VivaBem

Os melhores especialistas tiram suas dúvidas de saúde


Pergunte ao VivaBem

Tenho glândulas de Tyson no pênis; dá para tirar essas bolinhas?

Daniel Navas

Colaboração do VivaBem

16/03/2021 04h00

Resumo da notícia

  • Sim, e pode ser feito com laser, cremes ou pomadas, cauterização, microagulhamento ou cirurgia
  • A recuperação é considerada tranquila, só é preciso evitar qualquer atividade sexual até que ocorra a cicatrização por completo
  • Estes pequenos pontos amarelos ou esbranquiçados não necessitam de tratamento
  • A terapia só é indicada quando as glândulas causam algum tipo de desconforto, geralmente estético

Tenho glândulas de Tyson em toda região peniana e coça muito. Tem como tirar essas bolinhas?

Sim. Esses pequenos pontos amarelos ou esbranquiçados, também chamados de glândulas de Tyson, são benignos, ou seja, não necessitam de tratamento específico. Mas a terapia é indicada quando as bolinhas estão causando algum tipo de desconforto (geralmente estético).

O procedimento pode ser feito de diversas formas: laser, cremes ou pomadas, cauterização, microagulhamento, ou até mesmo cirurgia (vai depender do tamanho do cisto). A recuperação é relativamente simples, sem restrições, entretanto é preciso evitar qualquer atividade sexual até a cicatrização completa. É importante saber que alguns desses métodos necessitam de anestesia local e podem deixar cicatrizes maiores do que a lesão original. E mesmo com o tratamento, as bolinhas podem voltar a aparecer —a justificativa é que a terapia é focada nas lesões, e não na causa.

As glândulas sebáceas são responsáveis por produzir o sebo em nosso organismo, uma substância que lubrifica e impermeabiliza a pele, impedindo a perda excessiva de água. Geralmente a gente nem percebe que elas existem, mas essas bolinhas podem aumentar de tamanho, dependendo da pessoa. Esses pequenos caroços são mais comuns em homens com a pele oleosa e podem surgir em qualquer idade, com maior frequência na puberdade —esta fase é mais propícia por conta das alterações hormonais que ocorrem no organismo.

No caso da coceira, é preciso buscar ajuda de um urologista. Isso porque o sintoma pode estar relacionado a alguma infecção por fungos ou parasitas, além de alergias de contato à camisinha ou a alguma marca de sabão em pó ou amaciante usados na lavagem das roupas íntimas. Se você tiver relação sexual estável com uma pessoa, ela também precisará fazer um exame para identificar ou não a existência de infecções fúngicas.

Portanto, fique tranquilo com relação às glândulas e procure um urologista para que ele encontre o motivo real da coceira.

Fontes: Fabiana Seidl, dermatologista e membro da SBCD (Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica); Flávio Arêas, médico urologista do Hospital 9 de Julho, em São Paulo; José Carlos Souza Trindade Filho, diretor do Departamento de Infecções Sexualmente Transmissíveis da SBU (Sociedade Brasileira de Urologia); Maria Paulina, dermatologista e membro do departamento de cosmiatria dermatológica da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia).

Quais são suas principais dúvidas sobre saúde do corpo e da mente? Mande um email para pergunteaovivabem@uol.com.br. Toda semana, os melhores especialistas respondem aqui no VivaBem.

Pergunte ao VivaBem