PUBLICIDADE

Topo

Melão é aliado da pressão arterial: confira 10 benefícios da fruta

iStock
Imagem: iStock

Samantha Cerquetani

Colaboração para o VivaBem

17/02/2021 04h00

Resumo da notícia

  • O melão é uma fruta ótima para o verão, já que é refrescante e pouco calórica
  • Há diversos tipos disponíveis para consumo, mas o de casca amarela é o mais popular no Brasil
  • Entre os benefícios, destacam-se: controlar a pressão arterial, ajudar na hidratação e fazer bem para os ossos
  • Na hora de escolher, é importante se atentar para a aparência da casca; a melhor forma de consumo é in natura

O melão é uma opção de fruta doce e refrescante para o verão, já que a maior parte da sua composição é formada por água. Além disso, é considerado um alimento pouco calórico: em 100 g há cerca de 100 kcal.

É fonte de potássio, cálcio, fósforo, ferro e zinco, além de vitaminas A, C e do complexo B. Ele ainda contém fibras e antioxidantes que são importantes para o organismo.

Há diversos tipos de melão disponíveis para consumo. Essa variedade altera o tamanho, o formato, a cor e o sabor da fruta, mas os nutrientes são semelhantes, assim como os benefícios. A seguir, confira as vantagens de consumir regularmente.

1. Controla a pressão arterial

Consumir melão regularmente ajuda a reduzir a pressão arterial devido ao seu alto teor de potássio. Este mineral equilibra a quantidade de sódio do organismo, que é eliminado pela urina. O potássio também melhora o tônus vascular, aliviando a tensão dos vasos sanguíneos, o que contribui para diminuir a pressão. Em 100 g de melão há 173 mg de potássio.

2. Faz bem para os ossos

A fruta contém diversos nutrientes importantes para reparar e manter os ossos fortes, como magnésio, cálcio e vitamina K. Esta última reduz a reabsorção óssea e acelera a formação dos ossos. Já o magnésio atua na metabolização do cálcio, aumentando a rigidez óssea. Por esse motivo o consumo de melão é indicado para pessoas mais velhas propensas a ter osteoporose (diminuição da densidade óssea) e osteopenia (diminuição da massa óssea), já que pode reduzir o risco de fraturas.

3. Ajuda na hidratação

O melão é um alimento que contribui para manter o corpo hidratado, pois é composto por cerca de 90% de água. Além disso, contém eletrólitos como potássio, magnésio, sódio e cálcio que ajudam a manter a hidratação adequada em dias muito quentes ou após a prática de atividade física.

melão - iStock - iStock
Imagem: iStock

4. Melhora a aparência da pele

Comer melão ajuda a manter uma pele saudável devido à presença da vitamina C. Este nutriente é um antioxidante e protege a pele dos danos causados pelo sol, além de promover a produção de colágeno, que dá elasticidade e ameniza a aparência das rugas.

5. Contribui com uma boa digestão

Por conter fibras, como a pectina, o melão ajuda no processo digestivo, além de aumentar a sensação de saciedade. Pode ser considerado um laxante natural, pois reduz o tempo do trânsito intestinal e facilita a evacuação. Por isso, o consumo regular previne a prisão de ventre. É importante beber bastante água para aumentar esse benefício.

6. Faz bem para os olhos

O melão tem dois antioxidantes importantes para a visão: luteína e zeaxantina. Essas substâncias absorvem os raios de luz solares prejudiciais, bloqueando-os e protegendo os olhos desses danos. Sabe-se que o consumo de alimentos que contenham esses antioxidantes ajuda a prevenir doenças oculares e a degeneração macular relacionada à idade.

7. Melhora o sistema imunológico

Por possuir vitaminas e sais minerais, diminui as deficiências nutricionais do organismo e, consequentemente, aumenta a imunidade. Além disso, a vitamina C fortalece o sistema imunológico e ajuda no combate de infecções e vírus.

8. É um alimento diurético

Devido a sua elevada quantidade de água, o melão aumenta a produção de urina, por isso possui um efeito diurético. O consumo da fruta é benéfico para quem sofre com retenção de líquido e inchaços. Ele ainda ajuda a eliminar substâncias tóxicas do organismo pela urina.

9. Ajuda a controlar o açúcar no sangue

A presença das fibras, em especial a pectina, auxilia no controle da glicemia (nível de açúcar no sangue). Essas fibras regulam a liberação de glicose na corrente sanguínea, por isso, em quantidades adequadas, o melão é benéfico para quem tem diabetes. Mas vale destacar que o consumo da fruta de forma isolada não controla a glicemia. É importante ter uma alimentação equilibrada, com variação de vegetais e frutas.

melão - iStock - iStock
Imagem: iStock

10. Contribui com a saúde cardíaca

Por conter fibras, o melão ajuda a reduzir o LDL, chamado colesterol "ruim", do organismo. Esse benefício, junto com a presença de potássio, que controla a pressão arterial, pode ajudar na redução do risco de doenças cardiovasculares. Mas, de novo, essa vantagem não é proveniente apenas do consumo isolado da fruta. É importante aliá-la à prática de atividade física e a hábitos saudáveis para diminuir o risco de infarto e AVC (acidente vascular cerebral).

Tipos de melão

O tipo mais comum encontrado no Brasil é o melão de casca amarela e polpa de cor clara. A consistência é tenra e seu sabor adocicado. Mas ele não é o único. Veja abaixo outros tipos de melão:

  • Pele-de-sapo: o melão recebe este nome pela sua aparência de casca verde-escura e rajada. O formato é mais ovalado e a polpa é branca.
  • Gália: possui um formato arredondado e polpa esverdeada. Sua casca é amarela e rendada.
  • Cantaloupe: apresenta uma casca rendada de cor clara e polpa bem alaranjada.

Riscos e contraindicações

O melão é considerado um alimento seguro para a maioria das pessoas. Em excesso, ele pode causar desconfortos digestivos por ter bastante fibra. A fruta tem um índice glicêmico médio e pessoas com diabetes devem consumir com moderação.

Além disso, indivíduos com insuficiência renal, que apresentam dificuldade para eliminar o excesso de potássio do sangue, precisam ingerir de forma moderada, pois a fruta contém grandes quantidades do nutriente.

Na hora de comprar e armazenar

Na hora de escolher o melão é importante se atentar para a aparência da casca. Ela não deve estar com manchas escuras ou esverdeadas. A fruta precisa estar bem firme e sem áreas amolecidas, por isso é importante apalpar o melão antes de escolher.

É essencial lavá-lo em água corrente antes de cortá-lo para evitar a contaminação da polpa, caso tenha alguma sujeira na casca.

Ele pode permanecer vários dias em temperatura ambiente, mas, ao ser cortado, deve ser conservado na geladeira com plástico filme ou em vasilhas tampadas.

Como consumir

A melhor forma de consumo é in natura e logo após o corte da fruta, para evitar a perda dos nutrientes. Além disso, o suco de melão é bastante saboroso.

Outras formas de consumo:

  • Saladas de frutas;
  • Picado com aveia;
  • Aperitivos ou petiscos;
  • Sorvetes;
  • Smoothies;
  • Sopas;
  • Geleias e compotas;
  • Caipirinhas;
  • Sobremesas como pavês, tortas, mousses.

Fontes: Marcella Garcez, nutróloga e diretora da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia); Audie Nathaniel Momm, nutrólogo do Hospital do Servidor Público Estadual; Ana Paula do Patrocínio, nutricionista do Centro Universitário FMU; Tarcila Campos, nutricionista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.