PUBLICIDADE

Topo

Pergunte ao VivaBem

Os melhores especialistas tiram suas dúvidas de saúde


Pergunte ao VivaBem

Estou fazendo reeducação alimentar e perdendo massa magra, tem como evitar?

Daniel Navas

Colaboração para o VivaBem

12/01/2021 04h00

Resumo da notícia

  • Sim. O primeiro passo é focar em atividades físicas que favorecem o aumento de massa magra, como a musculação
  • Também é importante manter um consumo adequado de proteínas e carboidratos
  • É válido saber que uma reeducação alimentar bem feita não leva à perda de massa magra
  • Isso acontece quando a pessoa está fazendo uma dieta com déficit calórico exagerado

Sim, mas a principal forma de manter ou ao menos evitar uma grande perda muscular não é com alimentação e, sim, investir em atividades físicas, especialmente as que proporcionam um maior ganho de massa, como musculação, treino funcional, CrossFit. O ideal é realizar os exercícios pelo menos três vezes por semana.

Também pode ser necessário aumentar um pouco a ingestão de proteínas e carboidratos. Mas este acréscimo deve ser feito de forma equilibrada para evitar que o excesso de um ou de outro nutriente traga problemas ao organismo. Muita proteína, por exemplo, pode causar, em longo prazo, desequilíbrio da flora bacteriana intestinal. Já o consumo exagerado de carboidratos pode levar ao aumento de peso, entre outros problemas.

Mas é importante saber que a reeducação alimentar, quando bem feita, não leva à perda de massa magra. Isto só acontece caso a pessoa esteja fazendo uma dieta com déficit calórico exagerado, ou seja, quando o gasto de calorias é muito maior do que a ingestão. Nesta situação poderá ocorrer a perda de massa muscular.

É preciso muita atenção, porque os músculos são de extrema importância para o corpo. Afinal de contas, eles dão sustentação aos ossos, são responsáveis pela movimentação corporal, por tornar o organismo resistente aos esforços do dia a dia, melhorar as reações do corpo como resposta a doenças infecciosas e também estão ligados à taxa metabólica basal, ou seja, quanto mais massa magra, melhor o metabolismo corporal. Portanto, normalmente, uma correta reeducação alimentar pode reduzir a gordura corporal e manter ou aumentar a massa magra.

Por isso, quando se pensa em realizar uma reeducação alimentar ou qualquer tipo de mudança na alimentação, o melhor a fazer é procurar um especialista. O nutricionista será o responsável por entender o objetivo do paciente e, assim, estipular um cardápio que mais se adeque à rotina do indivíduo. Isso porque cada organismo funciona de uma maneira. Além disso, não esquecer de manter uma boa hidratação e realizar atividades físicas que estimulem o crescimento muscular, ou seja, que trabalhe a hipertrofia.

Fontes: Gabriela Cilla, nutricionista clínica, funcional e esportiva da Clínica NutriCilla, em São Paulo; Karina Hatano, médica da seleção brasileira de ginástica ritmica e da Confederação Brasileira de Beisebol e Softbol; Páblius Staduto Braga, médico especialista em medicina do esporte e diretor do laboratório de ergoespirometria e calorimetria indireta do Hospital Nove de Julho, em São Paulo; Vivian Ragasso, nutricionista clínica do Instituto Cohen de Ortopedia, Reabilitação e Medicina do Esporte, em São Paulo e no CEME (Centro de Excelência de Medicina do Esporte) no COTP (Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa).

Quais são suas principais dúvidas sobre saúde do corpo e da mente? Mande um email para pergunteaovivabem@uol.com.br. Toda semana, os melhores especialistas respondem aqui no VivaBem.

Pergunte ao VivaBem