PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Em qualquer idade pressão alta acelera declínio cognitivo, sugere estudo

iStock
Imagem: iStock

Do VivaBem, em São Paulo

27/12/2020 10h59

Um estudo realizado por pesquisadores da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) mostrou que, em qualquer idade, pessoas que sofrem com hipertensão têm mais probabilidade de apresentar declínio cognitivo e piora da memória. O resultado foi publicado em 16 de dezembro na Revista Hypertension.

De acordo com os pesquisadores, a pré-hipertensão, definida como pressão sistólica de 120-139 mmHg ou pressão diastólica de 80-89 mmHg, também estava relacionada ao declínio cognitivo acelerado. A hipertensão é um fator de risco estabelecido e altamente prevalente para o declínio cognitivo, mas a idade em que começa a afetar a cognição não é clara.

Embora a duração da hipertensão não tenha sido associada a nenhum marcador de declínio cognitivo, o controle da pressão arterial "pode reduzir substancialmente o efeito deletério da hipertensão no ritmo do declínio cognitivo", disse ao Medscape Medical News, o pesquisador do estudo Sandhi M. Barreto, professor de medicina da UFMG.

Como o estudo foi feito?

  • Os pesquisadores examinaram dados do estudo multicêntrico ELSA-Brasil em andamento, que acompanha 15.105 servidores públicos com idades entre 35 e 74 anos;
  • Os participantes foram submetidos a um teste de memória, um de fluência verbal e o de Trilha, Parte B;
  • Foram registrados a duração do diagnóstico de hipertensão, o tratamento e o estado de controle. Sexo, educação, raça, tabagismo, atividade física, índice de massa corporal e nível de colesterol total também foram avaliados;
  • Os pesquisadores excluíram pacientes que não foram submetidos a testes cognitivos na segunda visita, aqueles que tinham histórico de AVC no início do estudo e os que iniciaram medicamentos anti-hipertensivos apesar de apresentarem normotensão;
  • Após as exclusões, a análise incluiu 7.063 participantes (aproximadamente 55% mulheres, 15% negros);
  • A duração da avaliação foi de seis anos, entre 2008 e 2014.

Por que o estudo é importante?


Este estudo aponta a necessidade de manter a pressão sob controle a fim de evitar problemas futuros, já que o resultado mostrou que pessoas que sofrem com hipertensão têm mais risco de ter declínio cognitivo e de memória.

Saúde