PUBLICIDADE

Topo

Ageless Talks

Um encontro virtual da geração que desafia a idade


Ageless Talks: hábitos na infância podem determinar qualidade do envelhecer

Lia Rizzo

Colaboração para VivaBem

07/12/2020 04h00

A primeira edição do evento Ageless Talks realizada por VivaBem no dia 3 de dezembro foi dedicada a entender e discutir os dilemas e comportamentos mais recorrentes para a população entre 45 e 65 anos.

É fato que o envelhecimento é uma das principais mudanças sociais que acontecem atualmente em escala mundial e, portanto, tem sido cada vez mais abordado. Porém, há pouco mais de quatro anos, essa geração vem ganhando atenção diferenciada e até "apelidos".

Em 2016, a publicitária norte-americana Gina Pell popularizou o termo perennial ao chamar a atenção para um estilo de vida relativamente novo, caracterizado sobretudo pela curiosidade e por romper fronteiras de idade e se abrir a experiências sem que o amadurecimento seja barreira. A este dicionário se somaram outros neologismos como etarismo e o ageless.

Para abrir o primeiro dos cinco painéis que formaram a programação do Ageless Talks, Silvia Ruiz, jornalista e autora da coluna Ageless em VivaBem, recebeu convidados no papo "Idade cronológica X Idade biológica: como o estilo de vida define o nosso corpo".

Uma das participantes, a endocrinologista e nutróloga Vânia Assaly falou sobre como a aparente diferença entre as idades cronológica e biológica está associada hoje em dia ao chamado patrimônio de saúde.

Saúde como patrimônio

"Hoje em dia, muitas pesquisas mostram que a velocidade de envelhecimento está bastante relacionada à forma como o indivíduo investiu em sua saúde já no começo da vida", explica a médica.

Como é de se imaginar, contam neste caso aspectos nutricionais e rotina de atividades físicas. Mas, também, estímulos emocionais a partir de uma infância feliz. "Claro, se essa não foi uma realidade, é sempre possível recalcular a rota, investindo principalmente numa alimentação saudável e em exercícios", afirmou Assaly.

Zé Roberto, jogador de futebol aposentado e palestrante, é adepto da alimentação balanceada e, mesmo longe dos campos, segue uma rotina de exercícios que divide com seus mais de 1 milhão de seguidores nas redes sociais.

"Sempre me cuidei, mas digo que hoje meu corpo que cuida de mim. E o benefício não é só meu, mas para todos que me veem como exemplo", explicou o atleta.

Paulo Zulu, empresário e modelo, contou que adotar um estilo de vida mais saudável foi uma jornada. "Sempre fui muito ativo e ligado a esportes, até por ser de uma geração que sempre brincou mais na rua. Já a consciência com a alimentação veio mais tarde, a partir dos 18 anos, quando comecei a me informar mais e ver que isso de fato fazia diferença", contou o modelo.

E já nesta época, passou a refletir sobre como gostaria de envelhecer, investindo também em espiritualidade e autoconhecimento.

Para mulheres, há ainda uma maior preocupação com a questão hormonal, lembrada por Vânia Assaly. Em algum momento da vida, geralmente após a menopausa, é provável que a reposição hormonal seja necessária.

Porém, a médica alerta ser importante conhecer os riscos de uma reposição —que é sempre individualizada— e encontrar o volume necessário para manter o bem-estar.

Ageless Talks

Realizado pelo VivaBem, o Ageless Talks foi um encontro da geração que passou dos 45 anos para falar de corpo, mente, vitalidade, sexualidade. Confira os destaques da programação do evento:

Abertura com a atriz Claudia Raia: "Hoje sou dona do meu desejo e da minha libido"

Painel 1: Idade cronológica x idade biológica: como o estilo de vida define o nosso corpo
Participantes: Dra. Vânia Assaly, endocrinologista e nutróloga; Zé Roberto, ex-atleta profissional e palestrante; Paulo Zulu, empresário e modelo
Mediação: Silvia Ruiz, autora da coluna Ageless no VivaBem

Painel 2: O fim do age-shaming: crescente onda de mulheres está abraçando a idade e a beleza da maturidade
Participantes: Marina Person, cineasta e apresentadora; Mariana Muniz, médica dermatologista; Olivia Araujo, atriz
Mediação: Camila Faus, diretora de cena, uma das criadoras do SHEt_alks, carinhosamente apelidado de SHEt

Painel 3: Sexualidade e libido - como manter uma vida amorosa ativa e plena pós-45
Participantes: Jairo Bouer, psiquiatra; Totia Meireles, atriz; Patrícia Parenza, jornalista e empreendedora
Mediação: Conceição Lourenço, jornalista

Painel 4: Viver no seu Tempo - envelhecer se mantendo atual é segredo de longevidade
Participantes: Zeca Camargo, jornalista; Mariliz Pereira Jorge, colunista da Folha de S.Paulo; Luiza Brunet, empresária e ativista pelos direitos da mulher; Edvana Carvalho, atriz e arte-educadora
Mediação: Tati Schibuola, gerente Geral de Marcas Editoriais do UOL

Painel 5: Menopausa ainda é tabu, mas é possível viver essa fase com plenitude
Participantes: Solange Frazão, apresentadora e influenciadora fitness; Janeth Arcain, atleta de basquetebol; Flávia Fairbanks, ginecologista especialista em menopausa
Mediação: Lúcia Helena, colunista do VivaBem

Encerramento com a antropóloga Mirian Goldenberg: "Envelhecimento no Brasil é visto como morte simbólica"