PUBLICIDADE

Topo

Torrada pronta ou biscoito de arroz: qual alimento é mais nutritivo?

iStock
Imagem: iStock

Samantha Cerquetani

Colaboração para o VivaBem

04/12/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Há diversas opções de torradas e biscoitos de arroz disponíveis no mercado
  • Ambos possuem vitaminas e minerais em pequenas quantidades, e muito carboidrato e sódio
  • É importante escolher acompanhamentos mais saudáveis como gorduras boas e proteínas
  • É necessário consumir com moderação, pois os alimentos podem ser calóricos e, em excesso, aumentam a glicemia

É só dar uma olhada nas prateleiras dos supermercados para perceber que não faltam opções de torradas e biscoitos de arroz. Esses alimentos industrializados são bastante práticos, podem combinar com outros ingredientes como manteiga ou geleias e até mesmo substituir o famoso pãozinho.

Mas será que são saudáveis e podem ser consumidos diariamente? Veja detalhes, a seguir, sobre cada um e se é preciso moderação.

Nutrientes em xeque

A versão integral de ambos os alimentos tem vitaminas e minerais como cálcio, potássio e ferro.

O biscoito de arroz, na maioria das vezes, tem uma lista de ingredientes reduzida, sendo geralmente produzido com arroz (integral ou não) e sal. É um petisco fácil de digerir e contém baixo teor de gordura. "Mas por ser industrializado, é provável que todas as marcas incluam conservantes, corantes e aromatizantes artificiais", diz Amanda Mineiro, nutricionista do Hcor (Hospital do Coração).

Seus principais nutrientes são o carboidrato, que é fonte de energia, e as fibras, que auxiliam na saciedade e manutenção do intestino. Por não ter glúten, é uma opção para quem é celíaco, destaca Erica Fernanda, nutricionista do Hospital 9 de Julho.

Já as torradas industrializadas apresentam em sua composição farinha de trigo, sal, açúcar, gordura vegetal e, geralmente, também são adicionados conservantes, emulsificantes e aromatizantes. Considerando que a torrada seja preparada com pão francês, o nutriente principal é o carboidrato.

torrada - iStock - iStock
Torrada integral pode conter conservantes, emulsificantes e aromatizantes
Imagem: iStock

"Os nutrientes vão variar de acordo com a composição da torrada. Atualmente, temos no mercado versões que são integrais, acrescidas de sementes como chia, linhaça, gergelim e oleaginosas, como castanhas. Em linhas gerais, podemos dizer que, independentemente dos ingredientes, as torradas são fontes de carboidratos", explica Ana Poletto, nutricionista e professora da Unisa (Universidade Santo Amaro).

Atenção com o sódio e carboidratos

Como você viu, tanto as torradas quanto os biscoitos de arroz são fontes de carboidratos. O problema é que, em excesso, esse nutriente é transformado em glicose (açúcar). "O carboidrato em excesso pode estimular o funcionamento do pâncreas e desregular, diminuir ou deixar de produzir adequadamente a quantidade de insulina necessária para sua metabolização. Esse desequilíbrio pode colaborar para o desenvolvimento do diabetes", explica Bianca Blanco, nutricionista e diretora da Apan (Associação Paulista de Nutrição).

Além disso, carboidratos demais aumentam o risco de obesidade, elevação do colesterol e triglicerídeos e doenças crônicas como hipertensão arterial.

Outra questão importante para se avaliar é a quantidade de sódio. Em 30 g de biscoito de arroz integral há 101 mg de sódio. Isso representa quase 6% do consumo diário total desse mineral para um adulto. Na torrada integral há em torno de 161 mg, o que equivale a 7% do consumo diário.

Por isso, a recomendação das especialistas, é verificar nos rótulos qual é a quantidade de sódio e carboidratos, para saber o quanto está ingerindo. "Um adulto saudável que consome esses alimentos em excesso aumenta a quantidade de calorias ingeridas, o que pode aumentar o peso. Mas as pessoas com diabetes podem aumentar a glicemia, o que resultará no agravamento dos sintomas da doença", afirma Mineiro.

torrada - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Os rótulos devem ser lidos, para identificar a quantidade de sódio e de carboidratos
Imagem: Reprodução/Instagram

Uma porção média de biscoito de arroz (30 g) contém cerca de 112 kcal, e 100 g do alimento tem 375 kcal. Já três unidades de torrada de trigo tradicional tem 117 kcal e em 100 g há 395 kcal.

Quantidades recomendadas

Apesar de práticos e saborosos, ambos devem ser consumidos com cautela, tanto em frequência quanto em quantidade. Mesmo as versões integrais apresentam poucas fibras e bastantes carboidratos.

"Não há uma recomendação de quantidade estabelecida por dia. Todavia, digamos que a pessoa queira substituir uma fatia de pão 100% integral por biscoito de arroz integral. Nesse caso, a proporção média seria de cerca de nove biscoitos de arroz integral para uma fatia de pão. Já no caso da torrada, o ideal seriam quatro torradas integrais (30 g) para uma fatia de pão", afirma Poletto.

Vale a pena fazer em casa?

Algumas pessoas podem optar por preparar torradas caseiras quando sobra pão. A oferta de nutrientes não muda, mas quem preferir colocar a mão na massa pode escolher um pão integral e com grãos para diminuir a quantidade de sal e tornar a receita mais saudável.

"A torrada caseira tem pouca diferença da industrializada, com exceção de quando é feita com pão caseiro, que não tem nenhum tipo de conservantes ou aditivo químico. Caso a pessoa faça torradas caseiras com pão integral vendido nos supermercados, elas tendem a ser equivalentes às torradas integrais industrializadas", explica Fernanda.

Já o biscoito de arroz, apesar de não ser uma receita difícil, requer certa habilidade na cozinha e estrutura, como um bom forno, para que atinja a crocância ideal.

"Apesar disso, preparar em casa oferece a possibilidade de se acrescentar simultaneamente ingredientes que agregam qualidade nutricional, como sementes de chia, linhaça e gergelim. E precisamos considerar que, quando feitos em casa, os alimentos apresentam menos conservantes, corantes, estabilizantes, o que os tornam mais saudável", diz Poletto.

Quem leva a melhor?

As especialistas consultadas pelo VivaBem disseram que o biscoito de arroz levou a melhor, mas por pouco. "Pensando na composição dos produtos que temos disponíveis no mercado, ouso dizer que, na minha opinião, as bolachas de arroz integrais são opções mais saudáveis do ponto de vista nutricional", diz Poletto. Ao comparar o sódio de ambos os alimentos, o biscoito tem bem menos, além de conter menos ingredientes no geral.

"Se compararmos os biscoitos de arroz com outro alimento industrializado, ele pode ser uma opção mais saudável, pois além de ser clean label (com poucos ingredientes), a sua fonte de carboidrato é o arroz integral. Muitos pensam que as torradas podem ser mais saudáveis do que pães e bolachas, por exemplo, mas dependendo dos ingredientes é trocar seis por meia dúzia".

torrada - iStock - iStock
É importante ficar de olho nos acompanhamentos
Imagem: iStock

Ainda assim, seja qual for sua escolha, sempre que possível opte por versões que tenham grãos ou que sejam integrais, ou seja, geralmente são mais saudáveis e contêm mais nutrientes e fibras. Isso melhora o funcionamento intestinal e auxilia na saciedade.

Fique de olho também nos acompanhamentos, já que dificilmente as torradas e os biscoitos de arroz são consumidos sem outros alimentos. O ideal é escolher uma boa fonte de proteína e acrescentar vegetais.

Veja abaixo algumas sugestões de complementos:

  • Patês com queijo ou atum;
  • Queijo branco;
  • Pasta de amendoim;
  • Tomate;
  • Geleias de frutas;
  • Guacamole;
  • Creme de cottage;
  • Ricota;
  • Vinagrete;
  • Hommus;
  • Ovo.

Veja as propriedades nutricionais dos alimentos (100 g), para comparação:

Calorias

Biscoito de arroz: 375 kcal
Torrada de trigo tradicional: 395 kcal

Carboidratos totais

Biscoito de arroz: 81,5 g
Torrada de trigo tradicional: 73,6 g

Proteína

Biscoito de arroz: 8,2 g
Torrada de trigo tradicional: 11,5g

Fibras

Biscoito de arroz: 4,2 g
Torrada de trigo tradicional:1, 28 g

Cálcio

Biscoito de arroz: 11 mg
Torrada de trigo tradicional: 19, 3 mg

Ferro

Biscoito de arroz: 1,49 mg
Torrada de trigo tradicional: 5,7 mg

Sódio

Biscoito de arroz: 166 mg
Torrada de trigo tradicional: 912 mg

Magnésio

Biscoito de arroz: 131 mg
Torrada de trigo tradicional: 34, 7 mg

Fósforo

Biscoito de arroz: 360 mg
Torrada de trigo tradicional: 125 mg

Potássio

Biscoito de arroz: 290 mg
Torrada de trigo tradicional: 208 mg

Vitamina E

Biscoito de arroz: 0,62 mg
Torrada de trigo tradicional: 0,36 mg

Folato

Biscoito de arroz: 21 mcg
Torrada de trigo tradicional: 167 mcg

Referência: TBCA (Tabela Brasileira de Composição de Alimentos).