PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Diabetes: perder gordura reduz risco de insuficiência cardíaca, diz estudo

iStock
Imagem: iStock

Do VivaBem, em São Paulo*

13/11/2020 16h58

As doenças cardiovasculares são complicações frequentes em pessoas com diabetes e podem levar ao óbito. No entanto, de acordo com um estudo, publicado no periódico Circulation no dia 9 de novembro, a perda de gordura corporal e a redução da circunferência abdominal diminui o risco de insuficiência cardíaca em pessoas com diabetes tipo 2.

A insuficiência ocorre quando o coração perde a sua capacidade de bombear o sangue pelo corpo de forma eficiente. É um problema de saúde crônico, que evolui com o tempo, limita as atividades, causa falta de ar, cansaço e pode ser fatal.

Como o estudo foi feito

  • Foram selecionados os dados de 5.103 pessoas de uma outra pesquisa chamada Look AHEAD (Action for Health in Diabetes), que avaliou o estilo de vida e as taxas de doenças (como as cardíacas) em pessoas com sobrepeso e obesidade. Os participantes não tinham insuficiência cardíaca no início da pesquisa.
  • O peso, a circunferência da cintura, a altura e a etnia foram observados. Eles também avaliaram a quantidade de sangue que saía do coração a cada contração cardíaca.
  • Ao todo, 257 participantes do estudo foram hospitalizados para tratamento de insuficiência cardíaca no período de 12 anos. Aqueles que reduziram 10% do índice de massa corporal tiveram um risco de 22% a 24% menor de ter a insuficiência cardíaca.

O que os resultados significam

Os pesquisadores da Universidade do Texas Southwestern Medical Center (EUA) concluíram que o risco de insuficiência cardíaca diminuiu naqueles que perderam gordura corporal e reduziram o tamanho da circunferência da cintura, mas perder apenas peso não foi suficiente para diminuir os problemas cardíacos.

"Nosso estudo sugere que é preciso priorizar a perda de gordura, e não massa magra, para realmente reduzir o risco de insuficiência cardíaca", afirmou Kershaw Patel, cardiologista e coautor do estudo, em um comunicado à imprensa.

Os pesquisadores reforçam que mais estudos são necessários para avaliar a importância de as pessoas com diabetes perderem gordura para reduzir o risco de doenças cardíacas.

*Com informações da reportagem publicada no dia 08/09/2020.

Saúde