PUBLICIDADE

Topo

"Ia trabalhar sem dinheiro para não comer besteira na rua e perdi 29 kg"

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Thamires Andrade

Colaboração para o VivaBem

22/10/2020 04h01

Stefane Dias, 28 anos, se alimentava mal e vivia no efeito sanfona. Após o pai descobrir um câncer, ela passou a descontar ainda mais as emoções na comida e chegou a 106 kg. Uma noite, passou mal de tanto comer e decidiu mudar hábitos. A seguir, ela conta como conseguiu alcançar 77 kg:

"Já na infância comecei a ter problemas com a má alimentação e o peso. Minha mãe sempre tentou me oferecer refeições saudáveis, mas não tinha jeito... Eu só queria saber de lanches...

Apesar de não comer bem, na época em que estava estudando para o vestibular, estranhamente, consegui emagrecer sem nenhum esforço. Porém, depois que entrei na faculdade, comecei a estudar muito, virar noite e a alimentação piorou. Só comia pizza, coxinha, pastel. Aos poucos, fui ganhando tudo o que tinha emagrecido. Quando fui ver, minhas roupas já não serviam mais e percebi que precisava mudar de hábitos.

Como emagreci - Stefane - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Tentei todas as dietas malucas e nada deu certo. Seguia o cardápio por um tempo e depois voltava a comer mal. Engordava tudo novamente e desanimava. Para completar, meu pai descobriu um câncer no esôfago e fígado. Tranquei a faculdade para cuidar dele e comecei a descontar tudo na comida de forma descontrolada. Não almoçava comida de verdade, só besteiras. Ia no mercado e comprava bolacha, chocolate etc., que comia escondido para ninguém ver. Queria me acalmar e sentir conforto.

Meu pai faleceu e a situação piorou. Passei a descontar ainda mais na comida. Um ano depois, fui fazer exames de rotina e descobri que estava quase virando diabética e com colesterol altíssimo. Fiquei assustada, pois não queria depender de remédio para o resto da vida.

Como emagreci - Stefane - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Cheguei a me matricular na academia e frequentei por um mês. Mas, como não fiz dieta, o treino não deu resultado. Desanimei ainda mais. Até um dia que eu passei mal durante a noite de tanto comer. Não conseguia dormir, suava frio, sabia que era uma dor gerada pelo exagero alimentar.

Foi nesse dia que resolvi que precisava mudar de vida. Comecei a pesquisar na internet algumas opções de dieta e foi quando conheci a low carb. Vi que tinha alguns alimentos que eu gostava e comecei a estudar e ler mais sobre o assunto, para montar meu cardápio. Depois de alguns dias, comecei a reeducação alimentar e me matriculei novamente na academia.

Como emagreci - Stefane - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Larguei açúcar, alimentos feitos com farinha branca e refrigerantes. Os primeiros dias foram terríveis —afinal, estava com 106 kg e 40% de gordura corporal. Cheguei a passar mal de tanta dor de cabeça. Após quatro dias, resolvi me pesar sem compromisso na farmácia e vi que tinha perdido mais de 1 kg. O resultado me empolgou, pois vi que estava dando certo e insisti.

Nos primeiros três meses perdi 12 kg, mas para isso precisei ficar completamente focada na dieta, sem qualquer refeição livre, e no treino. Depois, comecei a me permitir comer algumas besteiras, mas sempre retomando o foco logo na refeição seguinte. Para evitar sair da dieta, ia trabalhar sem dinheiro para não largar a marmita e cair na tentação de comer algo na rua.

Como emagreci - Stefane - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Aos poucos, não estava mais comendo saudável por obrigação, mas porque cuidar da alimentação tinha virado um hábito. Meu paladar foi mudando, conheci uma loja de produtos naturais legal que eu comprei alguns temperos e aí fui inovando as receitas. As verduras, por exemplo, sempre asso com temperos gostosos para não ficar com aquela cara insossa.

Na academia, uma coisa que me ajudou bastante a aderir à atividade física foi começar a malhar na parte da manhã, quando o local estava mais vazio. Assim, driblava a vergonha por me sentir deslocada, já que à noite a sala de musculação ficava lotada de pessoas magras e saradas.

Como emagreci - Stefane - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Em sete meses, emagreci 27 kg e me senti superfeliz e realizada de estar mais magra. Minha qualidade de vida mudou drasticamente! Todos os exames normalizaram, comecei a dormir melhor e minha autoestima aumentou muito. Nem eu acreditava que conseguiria transformar minha vida desse jeito aos 28 anos.

Comecei a ter acompanhamento de nutricionista e personal trainer online para começar a ganhar massa magra, pois agora quero deixar o meu corpo mais definido. No fim, ainda emagreci mais 2 kg quilos, totalizando 29 kg a menos desde o início do processo. Mesmo tendo emagrecido sem apoio, hoje vejo a diferença do acompanhamento e as mudanças corporais que estou tendo são ainda maiores.