PUBLICIDADE

Topo

Conexão VivaBem

Alimentação


Luiza Possi: "Já fiz dieta da proteína e hoje não consigo ver um ovo"

Do VivaBem, em São Paulo

26/08/2020 10h30

No Conexão VivaBem desta quarta-feira (26), Luiza Possi revelou que já fez dieta restritiva e que isso a fez ficar enjoada de certos alimentos. "Fiz uma vez a dieta da proteína, em que você não come carboidratos, e não consigo ver um ovo hoje. Depois disso eu fiquei um tempão sem comer proteína, porque deu um ranço no meu sistema".

A cantora ainda se lembrou de quando perdeu 20 kg em 2014, após uma reeducação alimentar. Naquele ano, ela descobriu que o leite e o glúten não faziam bem ao seu corpo. "Ficava inflamada, com acne, uns abscessos, então comecei a mudar realmente meus hábitos alimentares. Não foi uma coisa de de restrição para emagrecer, foi uma coisa que estava realmente me fazendo mal e me deixando inflamada".

Dieta restritiva não funciona

A nutricionista Sophie Deram disse que a dieta restritiva é provavelmente uns dos maiores estressores para o cérebro, pelo fato de estimularem o indivíduo a passar fome e a relacionar a alimentação com rigidez. Além disso, essas dietas não somente são o maior fator para o ganho de peso, como também podem despertar transtornos alimentares.

Ela afirmou que esse tipo de dieta que corta o carboidrato ou a gordura até funciona no começo, por isso fazem sucesso. "O antes e depois é extraordinário e há muito lucro nessa indústria da dieta", disse. Mas, de acordo com Deram, não se fala que essas dietas não são sustentáveis. "Como a Luiza falou, tem um momento que o próprio corpo pediu para nunca mais receber excesso de proteína, porque não aguentava mais. Você pode se intoxicar com esse excesso", alertou.

A nutricionista ainda disse que seguir esses planos alimentares nada balanceados podem mudar para sempre a forma como essa pessoa se relaciona com a comida. "Quando você faz uma restrição, você não vai ser a mesma pessoa depois, vai mudar seu comportamento alimentar e vai também ter mais apetite, mais obsessão por comer", disse. Segundo ela, 95% das pessoas que fazem dieta restritiva engordam o peso perdido de volta, às vezes até mais.

Deram disse que o corpo procura equilíbrio e quando se está em sintonia com ele e há uma consciência corporal, há um grande ganho de saúde. "Muitas pessoas que estão naquele ciclo de dieta não acreditam que é possível chegar a essa sintonia com o corpo, mas é. É preciso lembrar que você é a melhor pessoa para saber se você tem fome ou não e o que você quer comer, e não terceirizar fome para outra pessoa decidir e mandar", disse.