PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Faz sentido usar vibrador para evitar sinusite, como Dani Calabresa?

Reprodução / Internet
Imagem: Reprodução / Internet

Priscila Carvalho

Do VivaBem, em São Paulo*

14/08/2020 17h17

Na última quarta-feira (12), durante uma entrevista ao programa "Saia Justa", do Canal GNT, a atriz e humorista Dani Calabresa contou que usa um vibrador para evitar crises de sinusite. A artista disse que foi orientada por um preparador vocal a utilizar o acessório para massagear o rosto e evitar crises de inflamação respiratória. "Sim, é um vibrador, mas coloca nos seios da face para não ficar catarro e virar sinusite toda gripe que você tiver", contou.

A sinusite é uma infecção que acomete os seios paranasais (que vacidades nos ossos que rodeiam os olhos, a maçã do rosto e testa) e pode ser provocada por vírus ou bactérias.

Vibrador ajuda na prevenção?

De acordo com Gustavo Mury, otorrinolaringologista do hospital Cema, o vibrador não pode ser usado como tratamento nem como prevenção para o problema.

O especialista ressalta ainda que o recomendado até hoje pela literatura científica é a lavagem nasal diária para tirar o catarro, além de sprays e antialérgicos. "Eu desconheço esse método cientificamente. O mais eficaz para drenagem do catarro é a lavagem nasal, que pode ser feita com seringas e outros", afirma.

A lavagem nasal não tem contraindicação e pode ser feita por todas as pessoas para evitar infecções mais graves, quadros de sinusite e partículas que ficam presas na secreção nasal. "Não podemos afirmar que por vibrar, acessório promove algum efeito benéfico, precisa estar na literatura médica e, por enquanto, não consta estudos sobre", diz Mury.

Tipos de sinusite

Sinusite aguda

Geralmente os sintomas ou crises duram menos de três meses.

  • Alergia respiratória alta - afeta as vias áreas superiores; Infecção por vírus - gripe ou resfriado, causados especialmente pelo Rinovírus ou Influenza;
  • Infecção por bactérias - o mais comum é o pneumococo Hemophilus influenzae.

Sinusite crônica
Os sintomas duram mais de três meses. Os fatores que desencadeam o problema podem ser múltiplos.

  • Ambientais - exposição a poluentes, inalantes químicos, tabagismo;
  • Anatômicos - desvio do septo nasal, estreitamento da cavidade nasal e da drenagem dos seios paranasais;
  • Sistêmicos - alergia, redução da imunidade, doenças que alterem o sistema de limpeza natural das secreções dos seios paranasais.
  • Doenças associadas - asma, alergia etc.;
  • Bactérias;
  • Fungos - o mais comum é o Aspergillus.

Sintomas

  • Obstrução nasal
  • Secreção nasal ou faríngea espessa, amarelada ou esverdeada
  • Tosse
  • Cefaleia (dor de cabeça)
  • Mal-estar;
  • Cansaço
  • Irritação na garganta
  • Redução do olfato

Tratamento

Vai depender muito de cada tipo de sinusite e paciente. Normalmente é feito com lavagem nasal diária, atrelada a remédios. Quando a sinusite é do tipo alérgica, o médico poderá recomendar antialérgicos nasais e sistêmicos.

Já nos casos virais, ele poderá sugerir o uso de anti-inflamatório, soro nasal, fluidificantes, bem como o aumento da ingestão de líquidos e repouso. Na hipótese em que a sinusite é bacteriana, a solução é o antibiótico, associado a alguns dos medicamentos acima descritos.

*Com informações de matéria publicada no dia 07/01/2020

Saúde