PUBLICIDADE

Topo

Conexão VivaBem

Equilíbrio


Priscila Fantin: "Era muito difícil gostar da minha própria companhia"

Do VivaBem, em São Paulo

11/08/2020 15h00

No Conexão VivaBem desta terça-feira (11), a atriz Priscila Fantin disse que teve que aprender a gostar de ficar sozinha. "Eu tive muita dificuldade em gostar da minha própria companhia. Sempre me senti muito sozinha e sempre busquei nos outros o preenchimento de uma carência que era de mim comigo mesma".

Segundo ela, mesmo que o apoio do marido tenha ajudado no processo de cura da depressão, aprender a se escutar e se conhecer foi essencial. "Quando a gente está em um momento delicado emocionalmente, sentir-se sozinho dói, mas acho que a gente tem que aprender a ser sozinho, para que todas as relações sejam para somar".

O psicólogo Lucas Veiga disse que questionar essa dificuldade em estar sozinho é muito importante. "Esse processo de encontro consigo tem uma dimensão que é solitária, não no sentido de que a gente não possa estar com pessoas, mas tem algo que é nosso, da nossa experiência, que a gente precisa poder fazer contato para conseguir estar em relações com outras pessoas".

Ele contou que, ao estar em contato consigo mesmo, é possível perceber como se é, como se sente, o que se deseja e como cada um funciona em determinados ambientes e determinadas relações. "A gente vai entrando em contato com as nossas contradições", disse. Veiga afirmou que entrar em contato com a solitude, com ser sozinho, não não significa negar que somos seres "em relação". "A gente é 'em relação', mas esse ser 'em relação' também é alguém, constitui-se de alguma forma".

De acordo com ele, se está muito difícil estar sozinho, é importante perguntar por quê. "Por que está difícil, o que tem em mim que está insuportável de encarar? Isso pode ser feito junto, mas é importante que, quando essa sensação insuportável da solidão vier, a gente possa se interrogar e identificar se posso ficar um pouco mais sozinho com isso ou se preciso buscar outras pessoas para partilharem o período comigo". Por partilhar, ele diz pedir ajuda, conversar, pedir apoio.