PUBLICIDADE

Topo

Conexão VivaBem

Saúde da mulher


Titi Müller: "É estranho ser os pais que estão transando no quarto ao lado"

Do VivaBem, em São Paulo

06/08/2020 10h30

No Conexão VivaBem desta quinta-feira (6), Titi Muller revelou que teve medo de sua primeira transa após o parto ser estranha. "Estava com medo de ser muito estranho. É muito estranho ser os pais que estão transando no quarto ao lado", disse. Ela ainda contou que ficou com medo de ter desconforto físico, porque teve um pouco de laceração e teve fazer um ponto. "Mas no fim rolou uma vez e foi surpreendentemente bom".

A apresentadora contou que, no fim das contas, ela e o parceiro estavam precisando desse momento juntos, para acalmar os ânimos. "Nas primeiras semanas a gente fica em uma onda de tensão. O Tomas está sendo realmente incrível, mas tem horas que a única coisa que um quer enfiar no outro é o dedo no olho mesmo. A gente fica muito tenso. Agora que estamos começando a respirar".

Titi disse que, para manter a vida a dois funcionando, é preciso se tocar sem pretensões. "Só o fato de dar um abraço, um beijo abraçadinho no sofá, sem a pretensão de que aquilo vai acabar numa penetração já está ótimo, uma massagem".

Ela disse que nessas primeiras semanas eles estão revisando turnos para cuidar do bebê, o que pode provocar um afastamento, se ambos não se preocuparem com essa proximidade. "Quando um entra na cama, o outro sai. Então, quando você vê está sem encostar na pessoa há sei lá quantos dias. Não podemos perder essas oportunidades de pelo menos ficar um pouquinho pertinho um do outro".

Segundo a psicóloga Mariana Bonsaver, esse processo de resgatar a intimidade é muito pessoal, mas a troca de olhares, o toque e o cheiro sem cobranças podem ajudar. "A relação sexual acaba sendo uma consequência da atração que a gente tem pela pessoa, do toque, do cheiro, então acho que essas coisas são mais importantes que a gente focar só no sexo em si".