PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Covid: Deficiência em proteína pode ser 'marca registrada' de casos graves

Pesquisadores analisaram 50 pacientes em estado grave e constataram um fenótipo único entre eles - iStock
Pesquisadores analisaram 50 pacientes em estado grave e constataram um fenótipo único entre eles Imagem: iStock

Do UOL, em São Paulo

14/07/2020 20h04

Um estudo publicado na revista Science identificou uma "marca registrada" em casos graves do novo coronavírus. Trata-se da combinação da deficiência de uma resposta de proteínas interferons específicas e da exacerbada inflamação causada pelo vírus.

Pesquisadores franceses analisaram 50 pacientes em estado grave por conta da covid-19 e constataram um fenótipo único entre eles.

O interferon é uma proteína produzida pelos leucócitos e fibroblastos para interferir na replicação de vírus, bactérias, entre outros, e estimular a defesa de outras células.

Segundo o estudo, o interferon tipo I fica altamente comprometido quando associado a uma carga viral no sangue e um acentuado processo inflamatório.

"Os dados sugerem que a deficiência do interferon tipo I no sangue pode ser uma marca registrada da covid-19 grave e fornecer uma justificativa para abordagens terapêuticas combinadas", acreditam os pesquisadores.

Saúde