PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Estudo do CDC: americanos não sabem como se infectaram por coronavírus

iStock
Imagem: iStock

Bruna Alves

Colaboração para VivaBem

02/07/2020 17h02

De acordo com um relatório divulgado em 30 de junho por pesquisadores do CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças) dos EUA, a maioria dos americanos não sabe quem passou o coronavírus para eles.

Inicialmente, os pesquisadores descobriram que apenas 27%, dos mais de 360 residentes (selecionados) do estado do Colorado diagnosticados com covid-19, sabiam que tiveram contato com pessoas que já estavam com o vírus, duas semanas antes de serem testados.

A porcentagem aumentou em um segundo estudo, onde 46% das 350 pessoas diagnosticadas com covid-19 não sabiam dizer quem poderia tê-las exposto ao vírus. Mas, em ambos os casos, a maioria não sabe como foi infectado.

"Isso apenas enfatiza o fato de que, embora saibamos como a covid-19 foi transmitida, não temos uma boa ideia de como avaliar nosso risco ao interagir com outras pessoas", disse Eric Cioe Pena, diretor de saúde global da Northwell Health.

Ele não participou do novo estudo, mas ressaltou que o resultado mostra como "é importante manter a distância das pessoas que não estão em nossa casa, usar máscara e manter a vigilância para proteger nossas comunidades deste vírus".

Entre as pessoas que sabiam ter entrado em contato com uma pessoa infectada, no primeiro estudo, o mais comum foi o relato entre familiares (27%) ou um colega de trabalho (25%). Já no segundo, a maioria das vezes era um membro familiar (45%) ou também um colega de trabalho (34%).

"Menos da metade dos pacientes estava ciente do recente contato próximo com alguém com covid-19, destacando a necessidade de maior triagem, investigação de caso, rastreamento de contato e isolamento de pessoas infectadas durante períodos de transmissão na comunidade", disseram os pesquisadores do segundo estudo.

O levantamento revelou ainda as atividades mais comuns que os americanos estavam praticando, antes de serem infectados: trabalhar, viajar e usar transporte público.

"Essas descobertas destacam a necessidade de qualquer pessoa com sintomas compatíveis de covid-19 evitar ambientes públicos e se isolar, mesmo dentro de sua própria casa, quando possível", escreveram os pesquisadores do Colorado.

Saúde