PUBLICIDADE

Topo

VivaBem

Empresa obtém investimento dos EUA e quer entregar vacinas até setembro

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do Viva Bem, em São Paulo*

21/05/2020 07h45

O grupo farmacêutico britânico AstraZeneca anunciou hoje que obteve uma contribuição de US$ 1 bilhão (cerca de R$ 5,7 bilhões) das autoridades americanas para desenvolver, produzir e entregar uma vacina contra o novo coronavírus.

O grupo diz ter capacidade para produzir "um bilhão de doses e iniciar as entregas em setembro de 2020", segundo comunicado. Ainda segundo a companhia, já existem acordos para a produção de 400 milhões de doses.

A gigante farmacêutica, presente em mais de 100 países, colabora com a Universidade de Oxford para fabricar uma vacina e já havia se unido ao governo britânico.

O investimento de US$ 1 bilhão, realizado pela Autoridade de Pesquisa e Desenvolvimento Biomédico dos EUA, acelerará o desenvolvimento e a produção da vacina, disse o CEO da AstraZeneca, Pascal Soriot. "Faremos tudo ao nosso alcance para tornar esta vacina rápida e amplamente disponível", disse.

As empresas farmacêuticas, incluindo Moderna e Sanofi, estão correndo para desenvolver e produzir uma vacina contra o novo coronavírus, já que especialistas dizem que será crucial permitir que os países aliviem seus bloqueios e restrições à vida pública.

A AstraZeneca tem um contrato de licença com a Universidade de Oxford para a vacina, agora conhecida como AZD1222. A vacina foi desenvolvida pelo Jenner Institute da Universidade de Oxford, trabalhando com o Oxford Vaccine Group.

*Com informações das agências AFP e AP

VivaBem