PUBLICIDADE

Topo

Devo lavar o frango? Entenda quando alimentos precisam ou não ser lavados

Lavar o frango ainda aumenta o risco de contaminar a pia - iStock
Lavar o frango ainda aumenta o risco de contaminar a pia Imagem: iStock

Priscila Carvalho

Do VivaBem, em São Paulo

30/04/2020 04h00

Você é do tipo que se preocupa em lavar o frango e outros tipos de alimentos? Se sim, talvez seja hora de mudar os hábitos.

Quando colocamos o frango ou outro tipo de carne embaixo da água na pia, aumentamos o risco de espalharmos bactérias na superfície do alimento. Além disso, a lavagem ainda pode levar os microrganismos para a pia, provocando uma contaminação cruzada.

Vale lembrar que nenhum alimento é totalmente estéril, mas é fundamental eliminar as bactérias patogênicas que podem provocar doenças, como a salmonela.

No caso do frango, o jeito mais fácil de deixá-lo limpo, é levando-o para o fogo. As altas temperaturas são capazes de eliminar totalmente as bactérias. Mas será que isso também vale para os outros alimentos? Abaixo, explicamos se você deve ou não lavar determinada comida antes de consumi-la.

Carne vermelha

carne, crua - iStock - iStock
Imagem: iStock

Assim como o frango, não é indicado lavar a carne vermelha. O melhor jeito de eliminar as bactérias é levar o alimento ao fogo numa temperatura de, no mínimo, 63 ºC. Dessa forma, mesmo que que haja sangue, ele será coagulado, além de eliminar os micro-organismos. A lavagem, além de não eliminar as bactérias, ainda pode eliminar alguns nutrientes, mudar a cor e sabor do alimento.

Peixe

Peixe, pescada - iStock - iStock
Imagem: iStock

O peixe também segue a mesma regra da carne vermelha e do frango. Deve-se evitar lavá-lo para não espalhar as bactérias e não contaminar a pia e outras áreas da cozinha, como o balcão.

Ovos

Ovos com desenho representando salmonela - photohampster/IStock - photohampster/IStock
Imagem: photohampster/IStock

A lavagem para matar bactérias é dispensável, porque, ao chegar na sua casa, esse tipo de alimento já passou por diversos processos de eliminação de bactérias e impurezas. Depois da compra, o ideal é retirá-lo da embalagem, colocá-lo em um outro recipiente e deixá-lo dentro da geladeira. Além disso, é muito importante respeitar o prazo de validade.

Grãos

Fibras e grãos aumentam sensação de saciedade - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

A lavagem dos grãos é dispensável. Isso porque, na maioria das vezes, eles já foram peneirados e limpos. O que pode ser feito escolher alguns grãos, como feijão ou grão-de-bico, para retirar algum tipo de pedrinha. No geral, a lavagem só serve para tirar algum tipo de poeira, mas não é estritamente necessária.

Cogumelos

cogumelo - iStock - iStock
Imagem: iStock

O ideal é não lavar esse tipo de fungo. A questão não tem a ver com bactérias, e sim, com a estrutura do alimento. Ao encharcá-lo, você pode modificá-lo e não será mais próprio para consumo. O ideal é passar um pano úmido para tirar sujeirinhas como terra ou outras impurezas.

Folhas e frutas

Folhas verdes - iStock - iStock
Imagem: iStock

São alimentos que devem sim ser lavados, mas só água não adianta. O mais correto é a lavagem com produtos específicos para folhas e verduras, como água sanitária ou compostos à base de hipoclorito. A lavagem feita somente com água corrente não elimina possíveis patógenos, somente a poeira que pode haver na superfície. Por isso para uma esterilização completa e segura, o recomendado é deixar o alimento de molho por até dez minutos com a solução e a água. Normalmente, uma colher de sopa de água sanitária para até dois litros de água.

Fontes: Edison Triboli, professor de Engenharia de Alimentos do Instituto Mauá de Tecnologia, especialista em higiene e segurança alimentar do Instituto Mauá; Cristiane Hanasihiro, nutricionista da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente de como foi informado, deve-se aquecer a carne a uma temperatura de 63 celsius, e não 145 celsius. Já foi corrigido no texto.