PUBLICIDADE

Topo

Equilíbrio

Cuidar da mente para uma vida mais harmônica


Equilíbrio

Isolamento inspira o olhar para si mesmo; você sabe como fazer isso?

iStock
Imagem: iStock

Diego Garcia

Colaboração para o VivaBem

18/04/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Olhar para si mesmo é analisar suas atitudes, pensamentos, ações, desejos e tudo o que se passa com você mesmo
  • Por meio dessa análise, questionamentos e reflexões, você passa a estar mais em contato consigo e a se entender melhor
  • Quando você se entende melhor, se torna uma pessoa mais plena e realizada. A psicoterapia é uma ferramenta importante para ajudar a chegar lá

Com a chegada da pandemia do coronavírus e o confinamento social estamos vivenciando um momento novo, onde sentimos nossa vulnerabilidade e fragilidade diante do contato com nossa finitude, medo de morrer, isolamento, enfim, do nosso desamparo. Diante disso, a referência que nos resta é a interna, voltarmos para nós mesmos. Mas o que isso significa e como fazer isso?

Muitas pessoas passam uma vida inteira sem entrar em contato com a ideia de que possuímos uma vida mental e passam a vida negando ou ignorando esta evidência. Neste instante em que o mundo está sem respostas, sem remédios ou vacinas, perdemos nossas referências externas e nossa angústia pode ser ainda maior se não contarmos com a nossa própria companhia.

Para isso, segundo a psicanálise de Freud, precisamos nos autoconhecer, saber discernir tudo o que acontece em nosso interior, os sentimentos, atos, nossos desejos versus aquilo que a cultura impõe do que pode e do que não pode. O conflito desses desejos e a maneira como lidamos com eles é extremamente importante para entender quais são nossos próprios limites e adquirirmos uma sensação de completude e satisfação no dia a dia.

Segundo Freud, quando mais conhecemos nossos desejos, insatisfações, os acontecimentos da vida, assim como nossos traumas passados, que eram muito importantes no início da psicanálise, maior era o nosso autoconhecimento e satisfação, nos tornando mais fortes e aptos a lidar com momentos tensos e mais problemáticos de nossas vidas.

Como nos voltar a nós mesmos?

Esse olhar interior consiste basicamente na análise. Analisar quem sou eu e de como eu lido com aquilo que sou. Isto é o cuidar de si mesmo e da própria existência. Psicoterapias como a psicanálise são ferramentas que irão nos ajudar nessa descoberta, do método pessoal com o qual nos aproximamos ou não, aprendemos ou não com a experiência de entrarmos em contato com as coisas a partir de nós mesmos. Nosso mundo interno está sempre presente e é preciso observar que cada um de nós é único, algo muito especial.

Algumas pessoas conseguem dar conta desta tarefa, ou ao menos iniciar o processo, talvez porque puderam aprender e aproveitar muito as parcerias que tiveram na vida, às vezes com a própria mãe, pai ou outras pessoas. Quem já teve a experiência de fazer terapia alguma vez na vida, já teve contato com alguma ferramenta, sem dúvidas terá mais facilidade em desenvolver esse olhar para o interior de si mesmo. Com a psicoterapia, entretanto, esse processo pode ser mais eficaz. Existem vários profissionais atuando de forma online para ajudar pessoas que não estão sabendo lidar com o isolamento da quarentena.

Autoconhecimento não é indolor, mas vale a pena

Voltar para si é entrar em contato com o melhor e o pior de nós e essa experiência pode doer. Entramos em contato com aquilo que somos e não esperamos, desconhecemos ou não nos damos conta e nos deparamos com nossas dificuldades. É preciso tolerarmos a frustração diante de nossas desilusões e expectativas, tassim como nossas emoções para podermos pensar e lidar com essas dores que podem surgir no caminho.

Este processo, porém, permitirá que façamos uma parceria melhor com a gente mesmo, possibilitando que a gente viva dentro daquilo que somos, ampliando nossos horizontes.

Não existe fim para essa descoberta de nós mesmos. O mundo interno é infinito e por isto esta viagem é interminável. Freud já falava sobre a infinitude da análise. Olhar para dentro de nós é um processo de autocriação e autoinvenção que não se esgotará enquanto estivermos vivos. É o que nos faz descobrir nosso potencial humano, nossos talentos e darmos asas a nossa imaginação.

Benefícios

Neste momento de grande impotência e de dor para a humanidade, o contato consigo mesmo pode trazer vários benefícios, tanto para nós quanto para o nosso redor. Temos a oportunidade de redescobrir valores como o da solidariedade, desenvolver mais paciência e tolerância e, acima de tudo, nos aproximarmos de nós mesmos e dos outros dentro da nossa humanidade, sendo fontes de inspiração e de criatividade diante das privações que todos estamos passando.

Fontes: Anne Lise Scappaticci, membro efetivo e didata da SBPSP (Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo); e Luiz Scocca, psiquiatra pelo Hospital das Clínicas da USP e membro da APA (Associação Americana de Psiquiatria).

Equilíbrio