PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Meu dente quebrou: tem algo que posso fazer para conseguir reimplantá-lo?

Daniel Navas

Colaboração para o VivaBem

31/03/2020 04h00

Quando um dente cai ou quebra, o primeiro passo é encontrar o fragmento ou pedaço e guardá-lo em meio úmido, como soro fisiológico, leite ou embaixo da língua. Então, ir imediatamente ao dentista para verificar se existe a possibilidade de reimplantá-lo. O ideal é que não ultrapasse o tempo de uma a duas horas para que o dente possa ser colocado novamente no lugar.

A indicação de evitar água se dá porque a concentração de substâncias do soro fisiológico, do leite e até mesmo da saliva são mais favoráveis à sobrevivência das células dos dentes. Não se deve lavar ou esfregar a raiz do dente. Se houver sujeira visível, o correto é enxaguar o dente em água corrente, sempre segurando pela coroa sem tocar ou esfregar a raiz.

Mas, atenção: os chamados dentes de leite (são menores e mais brancos) de crianças mais novas, que ainda estão aprendendo a caminhar ou já estão trocando os dentes, não devem ser reimplantados caso caiam antes do processo natural de troca. Mas, claro, que é de extrema importância que o dentista avalie a boca da criança, já que nos traumas podem acontecer do dente ser empurrado para dentro do osso, conhecido como alvéolo dentário, desalinhando ou danificando a arcada dentária.

E caso o local esteja sangrando e doendo muito, o ideal é lavar com um enxaguante bucal. Se houver um corte e sangramento, deve-se remover fragmentos e sujeira e comprimir a região com uma gaze umedecida em enxaguante bucal. Além disso, é indicado colocar gelo no local se estiver com muita dor, pois isso provocará a contração dos vasos sanguíneos e, assim, diminuir o sangramento e o edema.

Fontes: Fabiana Quaglio, cirurgiã dentista, especialista em estomatologia e consultora científica da ABO/SP (Associação Brasileira de Odontologia / São Paulo); Graciane Ester Rosa de Queiroz, cirurgiã dentista, especialista em endodontia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e professora de odontologia na Faculdade Vértice - Univértix; Juliana Brasil, estomatologista responsável pelo membro da equipe multidisciplinar da Clínica de Oncologia Médica (Clinonco); e Wagner Nascimento, mestre em prótese dentária pela USP (Universidade de São Paulo) e cirurgião-dentista da Quallis Odontologia, de Santos.

Quais são suas principais dúvidas sobre saúde do corpo e da mente? Mande um email para pergunteaovivabem@uol.com.br. Toda semana, os melhores especialistas respondem aqui no UOL VivaBem.

Saúde