PUBLICIDADE

Topo

Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor


Alimentação

Vai seguir o trio elétrico? Garanta o pique e evite ressaca com essas dicas

iStock
Imagem: iStock

Ana Sniesko

Colaboração para o VivaBem

21/02/2020 04h00

Carnaval está aí e atrás do trio elétrico só não vai quem não... comeu direito! A ordem para aguentar seguir o bloco é caprichar no prato e forrar o estômago muito bem. O problema é que comer bem nessa época é difícil, e são a receita certa para passar mal: "fazer jejum, ingerir bebidas alcoólicas em excesso, dormir pouco e consumir pouca água podem levar a um quadro de desidratação", alerta Gisele Pontaroli Raymundo, docente do curso de Nutrição da PUCPR (Pontifícia Universidade Católica do Paraná).

Além disso, comer mal pode acabar com o a energia necessária para aproveitar seu Carnaval até o último dia, potencializar sua ressaca e ainda aumenta o risco de sentir náuseas e tonturas. Por isso, reunimos algumas dicas para se alimentar da melhor forma possível nessas condições:

Se organizar direitinho, todo mundo come bem

O primeiro passo a garantir a alimentação logo no começo do dia: "muitos bloquinhos começam logo pela manhã e vão até tarde, então é recomendável ter um café da manhã com frutas, fibras e cereais, ovos, pão integral e vitaminas de frutas", explica Cristiane Hanashiro, nutricionista da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo.

Ter tantos grupos alimentares diferentes é importante para conseguir o máximo de micronutrientes possíveis: são eles que vão garantir que você não sinta cansaço ou fome excessiva durante o dia.

E se o plano é pular o carnaval até o último confete cair no chão, alguns cuidados precisam ser intensificados. "Ao deixar de ingerir a recomendação saudável de nutrientes, o rendimento durante a festa pode cair. Daí vem o cansaço, a falta de energia e aguentar o próximo dia será difícil", aponta a nutricionista funcional Janaína Lira (SP).

Vai beber? Alguns alimentos podem ajudar

Segundo Raymundo, não existem alimentos que previnam a ressaca proveniente da ingestão excessiva de álcool. Mas beber com o estômago vazio potencializa os efeitos da substância no organismo. "Há alguns nutrientes encontrados em determinados alimentos que ajudam na metabolização do álcool e assim diminuem um pouco os sintomas desagradáveis da ressaca. Um deles é um aminoácido chamado cisteína, que é um antioxidante que colabora na eliminação de toxinas do fígado devido ao álcool", recomenda.

Boas fontes de cisteínas são as carnes magras, ovos, leite, semente de girassol e nozes. "Outro grupo de nutrientes que também ajudam são as vitaminas do complexo B como a B2, B6 e B12, que também são encontrados nos mesmos alimentos da cisteína", complementa.

Infelizmente, não há recomendação saudável para a ingestão do álcool e é importante perceber como o seu organismo se comporta. "Cada metabolismo reage de uma forma e o ideal é respeitar o seu corpo. Ficar muito tempo sem comer pode trazer problemas como a hipoglicemia, ainda mais se associado ao álcool", alerta Tarissa Petry, endocrinologista do Centro Especializado em Obesidade e Diabetes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (SP).

Para evitar o quadro de hipoglicemia, que é a queda dos níveis de glicemia, é necessário sempre carregar alguma refeição que contenha carboidrato. "Também é importante manter a hidratação com água", lembra a médica. Com o gasto de energia na folia, aumento de temperatura corporal e o próprio calor da época do ano é fácil desidratar.

Se você pretende comer na rua, ainda vale o alerta. "Não consuma alimentos de origem duvidosa e em estabelecimentos com higiene precária para evitar distúrbios intestinais", complementa Raymundo.

Não custa levar um lanchinho

Se você vai para o bloco ou para a avenida, um pequeno lanche cabe até na pochete de paetês. "Aposte nas castanhas, que garantem saciedade com poucas unidades. Nozes, amêndoas e castanha-do-pará são boas opções", destaca Janaína.
Se a bolsa for um pouco maior, dá para caprichar. "Prefira sucos naturais ou frutas in natura. A água de coco também é uma boa opção para repor os sais minerais", aconselha a nutricionista. Enquanto está pulando e dançando, a banana é uma ótima opção de fruta para consumir. "Por ser energética e conter carboidratos e vitaminas do complexo B", explica Cristiane.

E se mesmo com todos esses conselhos você exagerou, a professora dá uma dica de alimento que ajuda no detox do organismo. "As brássicas, como brócolis, couve-flor, repolho e couve, auxiliam no processo de desintoxicação. Sabemos que o nosso corpo faz a desintoxicação, mas precisamos oferecer os nutrientes para otimizar esse processo", finaliza.

Alimentação