PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Homens estão usando bananas para se masturbar; por que hábito é perigoso?

Especialistas não recomendam a prática com a fruta - iStock
Especialistas não recomendam a prática com a fruta Imagem: iStock

Do VivaBem, em São Paulo

28/01/2020 16h00

Parece que se masturbar com uma fruta não é apenas coisa de filme —quem assistiu ao filme "Me Chame Pelo Seu Nome" sabe o poder que um simples pêssego pode ter. Histórias compartilhadas no fórum de comentários Reddit mostraram que a banana é a nova "moda" entre os adolescentes. Mas antes que você tente isso em casa, médicos alertam para os perigos do contato da fruta com a genitália, que pode facilitar infecções e até alergias.

"Além de não ser higiênico e levar a feridas e infecções, há um risco de alergia, que pode levar a um tipo de inchaço que você provavelmente não quer", disse o médico Benjamin Janaway ao IFLScience.

Uma pesquisa da USP (Universidade de São Paulo), publicada em setembro do ano passado, mostrou que algumas frutas, como mamão, figo, banana, abacate, kiwi e melão, têm em sua composição proteínas semelhantes àquelas presentes no látex da Hevea brasiliensis, a famosa seringueira. Se uma pessoa for alérgica à borracha [látex], ou seja, à camisinha, ela também tem ou pode desenvolver alergia ao mamão, ao figo e à banana, por exemplo.

Os perigos da prática ainda vão além. Em um dos comentários no fórum, um adolescente disse que cortou a ponta da banana, enrolou-a em uma fita adesiva e retirou toda a fruta de dentro. A casca "oca", então, foi usada para a masturbação. O problema é que a bagunça no chão foi tanta, que ele escorregou no banheiro e bateu a cabeça no vaso sanitário. "Mal vivi para contar história", disse, alertando aos riscos.

Entretanto, a prática já ganhou muitos fãs, e não só adolescentes. "Eu uso a técnica da casca de banana ocasionalmente há muitos anos (agora tenho 78 anos)", disse um defensor. "Quanto maior a banana, melhor" e "Melhor recurso de masturbação masculina", disseram outros.

Apesar dos comentários "positivos", os especialistas são contra o uso de frutas. Mas a masturbação tradicional está liberada, já que é algo saudável e pode trazer diversos benefícios.

Veja abaixo alguns deles:

1. Evita problemas de ereção

De acordo com um artigo publicado no Sex Medical Review, quando o assoalho pélvico começa a perder tônus muscular, as chances de problemas de ereção e incontinência urinária aumentam. Toda atividade sexual, incluindo a masturbação, auxilia na manutenção da musculatura do assoalho pélvico por causar contrações musculares nesta região, necessárias para a ejaculação, e que pode reduzir a perda de tônus muscular comum com a idade.

2. Diminui o risco de câncer de próstata

Um estudo da Universidade Harvard, publicado no Journal of American Medical Association, analisou cerca de 30 mil homens e concluiu que aqueles que ejaculavam mais de 21 vezes durante o mês reduziram em 33% o risco de desenvolver câncer de próstata, em comparação a quem gozava só três a quatro vezes. E como nem sempre é fácil atingir esse número de ejaculação com sexo, a masturbação pode entrar no jogo para ajudar.

O argumento para tal feito seria que o esperma é oncogênico, portanto, deixá-lo acumulando no organismo poderia aumentar a probabilidade de ter um tumor. Entretanto, os especialistas alertam que é necessário realizar mais estudos para confirmar essa relação. Mas mesmo sem garantiras, talvez valha a pena cumprir a cota mensal.

3. Melhora a imunidade do corpo

Alguns estudos indicam que se masturbar constantemente aumenta a produção de anticorpos, o que tende a turbinar sua imunidade. Há uma produção maior de anticorpos IgA (Imunoglobulina A), da mesma forma que a eliminação do sêmen pelas vias ejaculadoras impede a proliferação de bactérias oportunistas no pênis.

4. Aumenta o tempo do sexo

Às vezes, a chamada ejaculação precoce pode acontecer simplesmente pelo fato do homem estar há algum tempo sem sexo e não ter "treinado" muito no período de abstinência. Masturbar-se regularmente o ajuda a ter maior conhecimento do seu corpo e identificar o nível de excitação. Na hora da transa, isso pode ser traduzido em um maior controle do momento do orgasmo e satisfação do casal.

Um bom treinamento durante a masturbação é: quando estiver quase chegando ao orgasmo, interrompa o movimento e se "segure" para não gozar. Dessa forma, o homem aprende a controlar a hora da ejaculação, o que aumenta o tempo do sexo.

5. Turbina o seu humor

A ejaculação estimula a produção de neurotransmissores que trazem bem-estar e a sensação de prazer, como a serotonina. Essas substâncias tendem a deixar a pessoa mais relaxada, feliz, animada e bem-humorada. É importante saber que ao gozar também há um aumento da dopamina no cérebro, neurotransmissor associado ao vício, que pode fazer você querer se masturbar mais e mais.

Fontes: Bruno Nascimento, urologista da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo); Alex Meller, urologista da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e membro do corpo clínico do Hospital Israelita Albert Einstein; Daher Chade, urologista do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP) e Hospital Sírio Libanês, em São Paulo; Cesar Marinelli, urologista especialista em medicina preventiva, assistente da disciplina de urologia da Faculdade de Medicina do ABC e membro da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU); sexóloga Laura Muller. Todos consultados em matéria do dia 17/08/18.

VivaBem no Verão - 2ª edição

O VivaBem está no litoral paulista com o VivaBem no Verão. São dois espaços na Riviera de São Lourenço (Bertioga) com diversas opções de atividades físicas, lazer, cultura e comidas para você curtir o calor com a família ou os amigos. Saiba mais sobre o evento aqui e venha nos visitar!

Data: de 26 de dezembro de 2019 até o dia 09 de fevereiro de 2020, de quinta a domingo
Horário de funcionamento: das 9h até as 13h (praia) e das 17h até a 1h (arena)
Endereço arena: Av. Riviera, s/n, próximo ao shopping
Local do espaço na praia: canto direito da praia de Riviera de São Lourenço
Entrada: gratuita

Saúde