PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Karina Bacchi passa por procedimento nos lábios; entenda como funciona

Karina Bacchi passou por procedimento para preencher os lábios - Reprodução / Instagram
Karina Bacchi passou por procedimento para preencher os lábios Imagem: Reprodução / Instagram

Danielle Sanches

Do VivaBem, em São Paulo

27/01/2020 15h34Atualizada em 29/01/2020 12h31

O cirurgião dentista Igor Costa revelou em suas redes sociais o antes e depois do preenchimento labial feito na apresentadora Karina Bacchi. Há seis meses, ela se submeteu ao procedimento com o especialista, que tem em seu currículo pacientes como as cantoras Joelma e Gretchen, além da apresentadora Nicole Bahls.

Na foto atual, Karina aparece com os lábios visivelmente mais cheios. O preenchimento é um dos procedimentos mais procurados por quem deseja recuperar o volume perdido por conta da idade em determinados pontos da face, como lábios e maçãs do rosto. Além de minimizar a perda de volume, ele também é recomendado para suavizar rugas e linhas de expressão.

Dados do último Censo da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), feito em 2018, mostraram que 89,6% dos associados que participaram da pesquisa fizeram algum tipo de preenchimento em seus pacientes, um aumento de 10,4 pontos percentuais em relação a 2014; em relação a 2016, o número se manteve estável.

Entre os procedimentos não cirúrgicos mais feitos, o campeão ainda é a aplicação de toxina botulínica, com 95,7% de respostas afirmativas dos entrevistados.

O produto mais recomendado e comumente utilizado para esse tipo de procedimento é o ácido hialurônico, substância que já existe em nosso corpo e ajuda tanto a preencher como aumentar o volume nos locais em que é aplicado. O lado negativo é que ele é absorvido pelo corpo a longo prazo, ou seja, é preciso se submeter a outras sessões para manter o resultado.

No entanto, a substância ainda é mais segura do que os chamados polímeros não absorvíveis, como o metil metacrilato (MMA), que tem um histórico alto de complicações e casos de infecção após o seu uso.

Aplicação não é indolor

De acordo com Tiago Simão, cirurgião plástico membro da SBCP e médico do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein, a aplicação para preencher os lábios costuma ser um pouco dolorida pois chega até a derme, camada não muito elástica da pele que vai distender com a entrada do produto.

Para amenizar essa sensação, são utilizados anestésicos tópicos ou até injetáveis. São necessárias várias "picadinhas", de acordo com o efeito desejado pela paciente. Após o procedimento, os lábios podem ter pontos arroxeados e ficam inchados por conta da formação de edema. "Após três dias, o inchaço desaparece e é possível avaliar o resultado", explica o médico. O resultado final pode ser observado entre 15 dias e um mês após a aplicação.

O especialista ainda lembra que a consistência do ácido hialurônico pode variar de acordo com seu uso. No caso de preenchimento de lábios, ele é mais viscoso; já para suavizar rugas ele é mais líquido. Nesse tipo de aplicação, assim como para melhorar o contorno labial, a aplicação é mais superficial.

Mesmo sendo absorvido pelo corpo, o preenchimento com ácido hialurônico tende a durar até 18 meses. "Mas a substância também estimula a síntese de colágeno, ou seja, mesmo após esse período, o paciente não perde todo o volume", explica Simão.

Ele lembra ainda que a quantidade de ácido aplicada varia de caso a caso e que o mais indicado é aplicar pouco a pouco, evitando o exagero e o descontentamento com o resultado final. "O aumento progressivo dá ao paciente a possibilidade de se acostumar com o resultado e ver se realmente deseja aumentar mais", avalia.

Simão também recomenda que o paciente que deseja preencher alguma parte do rosto procure por um especialista de confiança, pesquisando referências médicas do profissional e se ele é habilitado a não apenas fazer o procedimento como também lidar com possíveis complicações.

Saúde