PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Ranitidina contaminada: quem tomou o remédio corre grande risco de saúde?

mjwiacek/iStock
Imagem: mjwiacek/iStock

Priscila Carvalho

Do VivaBem, em São Paulo

21/01/2020 19h24Atualizada em 21/01/2020 22h28

Resumo da notícia

  • Seis farmacêuticas recolheram lotes do medicamento ranitidina, responsável por tratar doenças úlceras de estômago ou de duodeno
  • A medida foi tomada por risco de contaminação por nitrosamina, substância que pode causar câncer
  • Especialistas afirmam que não há necessidade de alarde, mesmo com a retirada do remédio do mercado
  • Segundo os médicos, para o paciente ficar doente, ele precisa tomar por muitos anos o medicamento contaminado

Os laboratórios Medley, Aché, EMS, Legrand, Nova Química e Germed anunciaram nesta terça-feira (21) o recolhimento de diversos lotes do medicamento ranitidina, indicado para tratamento de azia, úlceras de estômago ou de duodeno.

A ação teria sido adotada por risco de contaminação por nitrosamina, impureza classificada como "possível causadora de câncer em humanos". No ano passado, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) já havia suspendido a importação do insumo fabricado pela empresa indiana Saraca Laboratories Limited, que era usado na fabricação dos medicamentos.

Marcus Zaia, gastroenterologista e especialista em cirurgia geral e endoscopia digestiva alta da Cia. da Consulta e Hospital 9 de Julho, ressalta que a medida foi feita de maneira preventiva e que não há motivos para alarde.

Segundo o especialista, a ação do remédio é comprovada e o problema estaria em lotes específicos que foram retirados do mercado. Mesmo se você consumir um dos remédios contaminados, o risco de desenvolver câncer é pequeno. "O paciente precisa tomar por muitos anos o medicamento contaminado com nitrosamina para aumentar o risco de câncer. E essa elevação no risco chega a ser menor que 1%", diz.

Luis Edmundo Pinto da Fonseca, gastroenterologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, esclarece que com a retirada dos lotes de circulação, o paciente não precisa se preocupar já que a droga é segura. "Caso a pessoa faça uso contínuo da medicação, procure um médico especialista e veja quais remédios podem ser usados no lugar da ranitidina".

O que é nitrosamina e como age

De acordo com os especialistas, o medicamento ranitidina não oferece riscos à saúde. O problema é a substância nitrosamina, composto que pode ser encontrado na água e em alimentos, mas não é esperado que cause danos quando ingerida em níveis muito baixos.

Por causa de reações químicas e por meio de bactérias, a substância pode chegar ao remédio e contaminar. No entanto, é necessário altos níveis da substância para contaminar um remédio e desenvolver câncer ou outras doenças.

Em caso de dúvidas, converse com seu médico ou entre em contato com o SAC das fabricantes do medicamento.

VivaBem no Verão - 2ª edição

O VivaBem está no litoral paulista com o VivaBem no Verão. São dois espaços na Riviera de São Lourenço (Bertioga) com diversas opções de atividades físicas, lazer, cultura e comidas para você curtir o calor com a família ou os amigos. Saiba mais sobre o evento aqui e venha nos visitar!

Data: de 26 de dezembro de 2019 até o dia 09 de fevereiro de 2020, de quinta a domingo
Horário de funcionamento: das 9h até as 13h (praia) e das 17h até a 1h (arena)
Endereço arena: Av. Riviera, s/n, próximo ao shopping
Local do espaço na praia: canto direito da praia de Riviera de São Lourenço
Entrada: gratuita

Saúde