PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Existem 4 tipos diferentes de envelhecimento, dizem cientistas

iStock
Imagem: iStock

Do VivaBem, em São Paulo

14/01/2020 14h39

Você já deve ter percebido que algumas pessoas, apesar da idade, parecem não envelhecer. Agora, um estudo publicado segunda-feira na Nature Medicine aponta que alguns indivíduos também podem ser considerados mais jovens ou velhos do que outros de acordo com biomarcadores de saúde.

A pesquisa analisa mais profundamente o que está acontecendo em nível molecular, oferecendo uma possível explicação do porquê envelhecemos de maneira diferente e trazendo à tona a discussão sobre se algum dia será possível interferir no processo de envelhecimento pessoal por meio de medicamentos direcionados ou mudanças no estilo de vida.

Como o estudo foi feito

  • Os cientistas acompanharam 106 adultos saudáveis durante dois anos, coletando sangue e analisando outras amostras biológicas em busca de alterações moleculares.
  • Durante as análises, eles identificaram marcadores novos e outros já conhecidos que se associaram à idade, assim como padrões moleculares distintos de envelhecimento em indivíduos resistentes à insulina em comparação com indivíduos sensíveis à insulina.
  • A equipe também definiu diferentes padrões de envelhecimento nos indivíduos, denominados "ageotypes" (tipos de envelhecimento), com base nos tipos de vias moleculares que mudaram ao longo do tempo em um determinado indivíduo.
  • De acordo com os responsáveis, por meio das análises foi possível concluir que as pessoas tendem a cair em uma das quatro vias biológicas do envelhecimento: imunológico, renal, hepático ou metabólico.

Por que a pesquisa é importante

A pesquisa aponta que dependendo do "ageotype", é possível saber, por exmplo se a pessoa tem maior risco de desenvolver diabetes tipo 2, mas chances de ter doenças relacionadas ao sistema imunológico, se são mais propensos a doenças hepáticas ou renais, entre outras.

Em teoria, se as pessoas puderem aprender seu tipo de idade personalizado, bem como a taxa de seu processo de envelhecimento, poderiam trabalhar para evitar problemas.

Mas tais intervenções se traduziriam em menos doenças e mortes precoces? Ainda não é possível saber. Alguns participantes mostraram uma taxa de envelhecimento mais lenta que a média durante o período do estudo, embora os pesquisadores ainda não sejam capazes de entender o que diferencia essas pessoas das outras, já muitos fatores podem influenciar, incluindo genética e meio ambiente.

Já medicamentos e vários tipos de intervenções no estilo de vida — como não fumar e praticar exercícios — por meio das quais pode ser possível modular alguns desses processos de envelhecimento. Mas, para aplicar as mudanças corretas, os profissionais de saúde precisariam saber o que funciona para cada pessoa, de acordo com cada quadro.

VivaBem no Verão - 2ª edição

O VivaBem está no litoral paulista com o VivaBem no Verão. São dois espaços na Riviera de São Lourenço (Bertioga) com diversas opções de atividades físicas, lazer, cultura e comidas para você curtir o calor com a família ou os amigos. Saiba mais sobre o evento aqui e venha nos visitar!

Data: de 26 de dezembro de 2019 até o dia 09 de fevereiro de 2020, de quinta a domingo
Horário de funcionamento: das 9h até as 13h (praia) e das 17h até a 1h (arena)
Endereço arena: Av. Riviera, s/n, próximo ao shopping
Local do espaço na praia: canto direito da praia de Riviera de São Lourenço
Entrada: gratuita

Saúde