PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Enchentes elevam o risco de doenças no verão; saiba como se proteger

Nunca fique descalço ou com chinelos na água suja  - Istock
Nunca fique descalço ou com chinelos na água suja Imagem: Istock

Priscila Carvalho

Do VivaBem, em São Paulo

03/01/2020 04h00

Como sempre, junto com as chuvas de verão vêm as enchentes. Além dos danos materiais, o aumento da água contaminada pode elevar o risco de doenças infectocontagiosas que, se não cuidadas, podem levar à morte.

Normalmente, os sintomas aparecem depois de dez dias do contato com a enchente. Por isso, é muito importante não negligenciar nenhum tipo de sinal e procurar um hospital rapidamente, além de avisar ao médico que esteve em contato com as águas da chuva.

Um dos problemas mais comuns é a leptospirose, causada por uma bactéria encontrada no xixi do rato. Embora essa seja a mais conhecida, existem outras doenças que também podem aparecer se a pessoa estiver em contato com a água suja. Abaixo, listamos quais e como se prevenir:

1. Leptospirose

A doença é causada por uma bactéria encontrada na urina do rato e pode entrar na pele humana. Em 90% dos casos, segundo os médicos, os sintomas são dor no corpo, dor acentuada na batata da perna, febre alta e indisposição.

Além disso, mesmo sendo mais raro, algumas pessoas podem ter diminuição na quantidade de urina e amarelamento dos olhos e quadros de sangramento. Nesses casos, o ideal é sempre procurar ajuda médica para evitar que o problema se intensifique podendo matar em casos mais extremos.

2. Hepatite A

A doença tem origem viral e a transmissão ocorre por meio da ingestão de água contaminada. Os sintomas mais comuns da hepatite são fadiga, náusea, vômitos, perda de apetite e desconforto abdominal.

3. Diarreia bacteriana

A pessoa, ao ser exposta à água contaminada, pode entrar em contato com diversos microrganismos que vão provocar o problema. O indivíduo pode ter náuseas, enjoo, evacuações líquidas e, em alguns casos, presença de sangue nas fezes. No último caso, é muito importante buscar ajuda médica. E sempre que houve diarreia, é importante a hidratação com soro caseiro.

4. Febre tifoide

A doença é considerada rara, mas pode ser transmitida por água e alimentos contaminados por meio da bactéria Salmonella tiphy. Os sintomas mais comuns são febre, dor de cabeça, constipação e aumento do volume do baço.

Como se prevenir?

O ideal é evitar ao máximo o contato com a água suja. Se não for possível, o mais indicado é usar botas e luvas de borracha para minimizar o risco de contaminação.

Vale ressaltar que móveis e alimentos que tiveram contato com a água da enchente precisam ser descartados. O recomendado é que se jogue fora colchões, sofás e até geladeiras, caso tenham tido contato com a água pluvial.

Já os alimentos, mesmo fechados, também devem ser eliminados caso entrem em contato com a água. Opte pela água sanitária para desinfetar o chão ou outros locais que tiveram contato com a água da chuva.

Fontes: Ivan França, infectologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (SP) e Jean Gorinchteyn, infectologista do Hospital Emilio Ribas (SP).

VivaBem no Verão - 2ª edição

O VivaBem está no litoral paulista com o VivaBem no Verão. São dois espaços na Riviera de São Lourenço (Bertioga) com diversas opções de atividades físicas, lazer, cultura e comidas para você curtir o calor com a família ou os amigos. Saiba mais sobre o evento aqui e venha nos visitar!

Data: de 26 de dezembro de 2019 até o dia 09 de fevereiro de 2020, de quinta a domingo
Horário de funcionamento: das 9h até as 13h (praia) e das 17h até a 1h (arena)
Endereço arena: Av. Riviera, s/n, próximo ao shopping
Local do espaço na praia: canto direito da praia de Riviera de São Lourenço
Entrada: gratuita

Saúde