PUBLICIDADE

Topo

Como emagreci

Histórias inspiradoras de quem mudou a silhueta


Como emagreci

"Perdi 29 kg quando aprendi a trocar alimentos da dieta em vez de cortar"

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Pamela Marul

Colaboração para o VivaBem

12/12/2019 04h00

Aos 23 anos, Giovana Lelis atingiu três dígitos na balança e chegou a 119 kg. Ela não se olhava mais no espelho e se escondia atrás das pessoas nas fotos. Com medo de entrar em depressão, decidiu fazer uma reeducação alimentar e praticar exercícios. A seguir, Giovana conta como emagreceu:

"Faz um ano que comecei a mudar meus hábitos. A decisão veio quando passei a me sentir excluída. Eu me sentia mal por estar acima do peso. A coisa só piorava quando entrava em uma loja, via roupas lindas e nada servia no meu corpo. Isso me deixava cada vez mais triste.

Eu já não me olhava mais no espelho, me escondia atrás das pessoas na hora de tirar fotos, não tinha mais vontade de sair! Isso foi acabando com minha autoestima. Sempre trabalhei com público e fui uma pessoa muito comunicativa, mas já não tinha vontade de socializar. Sentia as pessoas me olharem de outra forma e estava quase entrando em depressão.

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Via nas redes sociais matérias de pessoas que eliminavam muito peso e comecei a pesquisar quais as melhores dietas para emagrecer. Durante a busca, encontrei depoimentos de pessoas que tiveram bons resultados de perda de peso e isso foi aumentando minha vontade de tentar.

Nessa mesma época comecei a ler o livro 'O Poder do Subconsciente'. Não é um livro de emagrecimento, mas com ele entendi que nós temos o controle de tudo e senti que tinha perdido o meu. No livro existem 'mantras' e eu falava pra mim mesma: 'Eu quero, eu posso, eu consigo.'

Então, fui me pesar. Subi na balança e não conseguia acreditar que cheguei naquele peso. Sem perceber estava com 119 kg. Na hora pensei: "será que consigo?". Mas automaticamente lembrei: 'eu posso!'

Comecei fazendo a dieta do ovo, pois vi que com ela eliminaria peso rapidamente. Segui por 20 dias seguidos e emagreci em torno de 8 kg. Isso me animou e me fez perceber que era capaz. Porém, também senti que a dieta era muito restritiva e não seria fácil nem saudável sustentar o cardápio por um longo período. Então, decidi buscar outro plano.

Nesse mesmo período, muitos falaram que eu não iria conseguir. Que era melhor eu fazer uma bariátrica. Não aceitei e falei para todos: 'Eu consigo!!'

Comecei a treinar crossfit e isso me deu um ânimo extra. Eu me tornei mais ativa e vi que estava melhorando minha saúde e meu dia a dia. Mas meu peso travou e iniciei outra dieta, a low carb.

Algumas pessoas riam de mim, falavam que eu ia engordar novamente, que eu não ia aguentar fazer essa dieta, que era melhor uma cirurgia. Claro que isso acabava comigo, mas eu procurava forças dentro de mim. Pensava: 'Sou capaz e vou mostrar para todos que consigo, ainda serei um exemplo!'.

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Passaram-se uns seis meses e eu continuei focada. Baixei o peso para 107 kg. Foi quando conheci uma clínica de emagrecimento e decidi fazer um tratamento de reeducação alimentar com especialistas. Isso me ajudou muito, porque tinha um acompanhamento semanal e eu me sentia acolhida pelos profissionais.

Assim, aprendi a trocar alimentos do cardápio em vez de tirar. Podia comer doces e salgados feitos com ingredientes naturais —moderadamente, claro. Isso me animou mais ainda! Estava eliminando peso, comendo muito bem e com minha autoestima aumentando. Comecei a ter vontade de me arrumar, ir em lojas e sair. Coisa que não fazia há um tempão.

Fiz o tratamento por quatro meses e eliminei mais 15 kg. Não acreditei quando consegui sair dos três dígitos! Foi uma felicidade que não cabia em mim. As roupas começaram a não me servir! Porém, dessa vez porque estavam grandes em mim! As pessoas notavam a diferença, perguntavam o que eu fiz e o melhor de tudo: muita gente não me reconhecia mais.

Emagrecer aumentou minha autoestima e disposição. Entro no trabalho às 5h15 e meu expediente encerra às 20h30. Mas não uso a falta de tempo como desculpa e vou treinar na hora do almoço. Agora com 90 kg muitos me olham e falam: 'Nossa, como você está magra!'. E já penso: "Consegui. Ou melhor, estou conseguindo e vou conseguir ainda mais!'.

Quando alguém fala: 'Come só hoje esse doce'. Eu digo que não preciso consumir algo por compulsão e sem vontade. Respondo que só hoje não irei comer isso. Não preciso disso, tenho opções saudáveis, atrativas e saborosas.

Focada na boa alimentação, estou eliminando peso e a caminho do meu objetivo, que é chegar aos 70 kg. Fácil não foi e não é. Mas decidi que quero mudança, quero saúde, quero vida social. E hoje continuo a reeducação alimentar e não sinto falta de nada. E o que me deixa muito feliz é ver que sirvo de incentivo para outras pessoas."

Como emagreci